Stenio Garcia tem prejuízo milionário com golpe de construtora


Stenio Garcia cai em golpe e tem prejuízo de mais de R$100 mil

Stenio Garcia tem prejuízo milionário com golpe de construtoraPublicado por Redação BR em 6 fev, 2020 - 21:55 - Divulgação

Stenio Garcia caiu em um golpe há anos e ainda carrega o prejuízo. Em 2013, o ator comprou três salas comerciais no empreendimento The City Business District, na Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio de Janeiro.

O prédio, que estava previsto para 2017, nunca foi entregue e ele levou o prejuízo de R$159 mil da construtora SPE CHL XCII Incorporações, do Rio.

Além do prejuízo milionário, ele ainda sofreu uma cobrança indevida de taxas, que o fez entrar na Justiça.

O global contou que ganhou a causa em 2019, mas até hoje está sem receber seu dinheiro. “Perdi tudo o que tinha!”, revelou ao noticiário.

“O prédio está quase construído. Passo na frente dele todos os dias e vejo os andares em que as salas estariam prontas”, desabafou. “Não tenho mais o que investir. Tudo o que eu tinha foi aí. Era o único dinheiro que eu tinha”, lamentou.

As salas comerciais foram compradas com a reserva financeira do artista e de sua esposa, Marilene Saade, que pretendia aumentar a renda do casal.

 

SAIBA MAIS

Em outubro de 2013, eles deram R$ 20 mil de entrada pelas salas, que teriam o valor final de R$348 mil. Até o mesmo mês de 2016, eles haviam pagado R$120 mil, quando receberam uma notificação de que o valor final teria sido alterado e passaria a ser R$502 mil.

Com isso, eles decidiram entrar na Justiça. Em fevereiro, eles ganharam na Justiça, mas a construtora havia entrado em recuperação judicial em 2016. Até agora eles não receberam o dinheiro.

“A gente ganhou [na Justiça]. O problema é que a construtora faliu. Só por isso que a gente não vai receber. É aquela hashtag: aceita que dói menos”, disparou.

Stenio discorda da esposa e não aceita a perda. “Não aceito. Não dói menos, não. Dói profundamente. Infelizmente, a empreendedora não empreendeu. Tenho de engolir essa revolta e aguentar. Eu contava com isso para poder viajar e desfrutar”, finalizou.