Resistir para recomeçar: filme traz debate importante

Produzido por Guilherme Acrízio, o longa falará sobre homossexualidade e vírus HIV

Resistir para recomeçar: filme traz debate importantePublicado em 6 jun, 2019 - 19:13 por Rennan Leta

Resistir para recomeçar é o nome do filme que pode estrear ainda este ano nas salas de cinema de todo o Brasil. O diretor Pedro Nascimento traz para seu filme um tema muito delicado nos dias de hoje: a homossexualidade e o vírus HIV.

O filme conta a história do personagem principal Pedro, interpretado por Junior Provesi, que se envolve com Felipe, vivido pelo Felipe Roque. No decorrer da história, Pedro descobre que contraiu HIV e acredita que tenha pego do seu par romântico. Desta forma, o longa mostra o jovem enfrentando o preconceito por ser gay e ter o vírus HIV.

Além de ator principal, Junior Provesi é também o roteirista e faz a produção executiva junto ao Cadu Martins. As produtoras 31entretenimento, Cultural Bridge e Provesi Criações estão dando vida à trama tão aguardada.

Leia Também  Jane Saglia faz dupla jornada no cinema

Felipe Roque fala sobre o filme

Um dos protagonistas de Resistir para recomeçar, o ator Felipe Roque disse que está ansioso com o papel e que a trama tem uma grande importância na sociedade atual: “o filme age como uma ferramenta para mostrar a realidade dos homossexuais, do preconceito com a AIDS. Eu tenho vergonha de morar em um país que lidera as estatísticas de assassinatos de jovens negros, homossexuais, transsexuais e mulheres por feminicídio. Tudo o que a gente puder fazer para mostrar a mensagem do amor, que o amor é o que realmente importa, a gente fará”, conta o ator.

Além disso, Felipe se mostra orgulhoso e afirma que o intuito é acabar com qualquer forma de preconceito para fazer um Brasil melhor: “a gente precisa aceitar como as pessoas querem ser tratadas, temos que respeitá-las independente de opção sexual, de cor, posição social. Não existe mais tempo para isso. Já é muito claro para todo mundo que não pode existir esse preconceito. Temos que valorizar o ser humano, o amor ao próximo. Esse filme vai passar essa mensagem, esse é o papel da arte”, disse.

Leia Também  Série da HBO sobre a vida de Santos Dumont teve cenas gravadas em museu no RJ

Colaboração: João Vitor Campos