Rafael Vitti tem aula para usar telefone de disco

Rafael Vitti tem aula para usar telefone de discoPublicado em 28 jan, 2019 - 15:30 por Redação BR

Novo demais para ter passado pelas experiências típicas dos anos 1990 vividas por seu personagem, Rafael Vitti está se familiarizando agora com vários objetos e técnicas que marcaram aquela época. O ator de 23 anos interpreta o protagonista de Verão 90, novela das sete que estreia nesta terça (29). Para fazer suas cenas da forma mais verossímil possível, teve aulas para aprender a usar itens como vitrola e telefone de disco.

Vitti, que nasceu em novembro de 1995, confessa que não tem quase nenhuma lembrança da década de 1990. Alguns dos objetos de cena ele até conhecia, mas nunca tinha visto de perto. Achou divertido aprender a mexer nas máquinas obsoletas.

“Eu me surpreendo com as coisas que vou descobrindo. Gostei de ver como funciona um toca-discos. Tive uma grande surpresa na rádio; meu personagem começa a novela apresentando um programa de rádio. Fui pesquisar como era uma rádio nos anos 1990, achei que fosse chegar lá, ligar um botão e tal. Mas não, tem que botar um disco, enfim”, contou.

“Tinha uma cena em que eu precisava pegar o telefone e ligar pra alguém, só que era telefone de discar, é outro tempo. Acho que isso é o mais legal, é sempre uma pesquisa quando estou no cenário.Sinto até falta de ter um tempo mais esgarçado, hoje em dia é tudo muito rápido”, disse o ator.

Leia Também  Rafael Vitti em momento fofo com Tata Werneck no Lady Night

“Fazer coisas dos anos 1990 está sendo o máximo. Acho que [a novela] vai ser legal para quem viveu a época, que com certeza vai sentir saudade. Pra quem não viveu, acho que vai poder se questionar mesmo, fazer um comparativo de de como o mundo foi se construindo daquela época até hoje”, opinou.

Na trama, João, o personagem de Vitti, começa nos anos 1980 como integrante de uma banda infantil, no estilo do Balão Mágico. Após o fim do grupo, já adulto, ele é estudante de Comunicação e apresenta um programa de rádio.

João vai sofrer com a inveja e a perseguição de seu irmão, o vilão Jerônimo (Jesuíta Barbosa), e reencontrar o amor de sua vida: Manuzita (Isabelle Drummond), sua ex-companheira da Patotinha Mágica.

Vitti ressaltou que tem aprendido muito com Isabelle, uma atriz mais “experiente” para os padrões dele, e promete que os dois vão subverter o conceito de par romântico de novelas.

“A gente está fazendo um casal bem pra cima, carismático, engraçado. Uma leveza que não é tão comum nos casais protagonistas, que a gente vê muito em cima de uma paixão, de romance. A gente está indo mais pra uma desconstrução disso, subvertendo esse romantismo todo e colocando num lugar mais leve”, afirma….

Leia Também  Após críticas, Giovanna Antonelli sai em defesa de personagem

O ator, que se inspira na namorada Tatá Werneck para viver o romance da novela, recebe ajuda dela (que viveu bem os anos 1990, pois é 12 anos mais velha) com seus textos. A intenção de Vitti é levar para o telespectador uma novela simples e divertida, que ajude o telespectador a dar uma pausa na realidade atual…

“Acho que é uma novela que não está vindo pra polemizar. É pra descontrair, tem uma pegada bem cômica, leve, bem na linguagem de novela das sete. Por mais que em alguns momentos ela seja mais séria, tem um respiro, que acho que é o que o pessoal quer ver a essa hora”, concluiu.

 

Sem categoria