Quem é Sérgio Riccardo: Novo Hit do Brasil


Carioca, faz sucesso nas plataformas digitais em todo País

Quem é Sérgio Riccardo: Novo Hit do BrasilPublicado por Janiel Kempers em 23 Maio, 2020 - 16:27 / Creditos : Assessoria/Divulgação

Ls Jack, LOOSE TANOS, provavelmente você já ouviu alguma música deles. Foi nesses grupos musicais que , carioca, iniciou a carreira nos anos 90. Após 3 anos, em 1999, resolveu parar a carreira musical e seguir uma outra estrada.
“Em 2000 eu dei uma pausa na carreira, fiquei sem subir aos palcos por quase 14 anos, mas a música quando está na veia da gente, ela corre e incomoda, por isso em 2014 resolvi retornar a carreira”, apontou.
Sérgio Riccardo iniciou a nova fase da carreira com o lançamento do single Primeiro Amor, alcançando o primeiro lugar nas rádios no interior de São Paulo (fonte CROWLEY). No ano seguinte, 2015, um single chamou a atenção da produção do global Luciano Huck, a música Gata Bandida acabou virando tema de verão do Caldeirão do Huck naquele ano.
No bate papo descontraído com a nossa redação, Sérgio abriu a vida e compartilhou os desafios da carreira, nos projetos e a pessoa fora dos palcos.

Salto para o sucesso
Sérgio confessou a nossa equipe que não faz música pensando em conquistar sucesso e fama, porém, ele veio naturalmente em 2019 com o lançamento do single Parede Blindada, que teve mais de 700 mil stream nas plataformas de áudio e mais de meio milhão de views no YouTube.

Novos projetos
Apesar de ter tirado todos os artistas do palco, por conta da Pandemia do COVID-19, o ano de 2020 ainda sim é bem promissor. No último dia 21 de maio, o cantor carioca realizou a gravação do seu DVD, intitulado “No Terraço”, que deve ser lançado até o final de junho. O projeto tem a assinatura do renomado produtor goiano, Tiago Carvalho.

Bastidores
Irreverente, tranquilo, família, assim podemos definir o carioca que vem conquistando o Brasil. Sérgio Riccardo, além de um grande artista tem sido um grande homem. Exemplo de determinação para os novos músicos e para os seus fãs.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do EGOBrazil