Levantamentos mostram que as pessoas têm trocado festas e noitadas pela internet, engordando o faturamento de plataformas de encontros

Não é apenas o frio que faz com que muitos prefiram o conforto do seu lar para trocar conversas e conhecer novas pessoas de forma virtual. Essa prática já está virando um hábito para grande parte de quem vive na “Era Digital”.

Uma pesquisa da Nightlife Association aponta que mais de 10 mil bares e casas noturnas fecharam suas portas nos Estados Unidos. E no Brasil não é diferente: 63% dos ambientes de entretenimento do Rio de Janeiro encerraram atividades na última década.

Jennifer Lobo, matchmaker e CEO do Meu Patrocínio, confirma a preferência pela internet na busca de um relacionamento. Tanto que de 2016 a 2017 a plataforma cresceu 300%, com perspectivas de mais 100% de 2018 a 2019.

“Hoje temos 600 mil usuários cadastrados, onde os Sugar Daddies e as Sugar Mommies pagam mensalidades de R$ 199 ou R$ 1000, de acordo com o que querem de ferramentas, e o maior objetivo de todos é a busca de um relacionamento honesto e transparente”, conta.

A matchmaker aponta que sites ganharam mais espaço por serem assertivos na hora de escolher com quem se relacionar.

“É mais fácil você encontrar pessoas pela internet porque todos estão ali buscando a mesma coisa, então, você pode ter esse contato prévio com fotos e informações e depois dessa seleção marcar um encontro real. Diferentemente de

 investir tempo se arrumando e indo a lugares sem a certeza de que irá achar uma pessoa compatível com você”, 

ressalta.

O público com alto poder aquisitivo prefere a internet

Por ser o primeiro  maior de relacionamentos sugar, o Meu Patrocínio é um meio de mensurar o alcance dos sites nesse contexto.

De acordo com levantamentos do site, a média patrimonial de um Sugar Daddy (homem que busca relacionamento com uma mulher mais nova) é de R$ 7,7 milhões, com uma renda mensal de R$ 80 mil.

A idade de grande parte deles está em torno dos 40 anos, localizados principalmente nas grandes capitais do País.

“Os membros do site são pessoas que já superaram essas questões de tabus e sabem o que querem: um relacionamento transparente, em que ambos sejam sinceros sobre as expectativas, para viverem uma vida a dois compatível com a felicidade de ambos”, explica Jennifer.

E finaliza: “Não prendemos as pessoas de acordo com localização ou matches, porque esse público pode se deslocar para onde quiser e conhecer pessoas de todos os lugares”.

Serviço:

Meu Patrocínio www.meupatrocinio.com