Polícia Civil chegou a conclusão sobre BBB19

Polícia Civil chegou a conclusão sobre BBB19Publicado em 19 abr, 2019 - 12:11 por Redação BR

Nesta quinta-feira, 18, a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância terminou de ouvir todos os depoentes que dariam suas versões sobre a polêmica do BBB19. Durante o  confinamento, a vencedora do reality, Paula, referiu-se a religião de Rodrigo de forma considerada preconceituosa.

Após o fim do programa, a loira ficou por duas horas da Decradi, onde fez seu depoimento e voltou para a sua cidade, em Minas Gerais. Após todo processo investigativo, ficou concluído que houve preconceito por parte da bacharel em Direito contra Rodrigo. Com isso, a Polícia Civil acaba indiciando a campeã da 19ª edição do programa global.

“Após a oitiva dos envolvidos, análise de vídeo e demais diligências realizadas, concluiu-se pela ocorrência de injúria por preconceito (art. 140 §3º do Código Penal), que acarretou o indiciamento de Paula von Sperling Viana”, dizia parte de uma nota publicada no Portal UOL, referente a decisão judicial.

Leia Também  "Isso é sintoma de sociedade adoecida", diz Gleici Damasceno

Após a decisão, a acusação seguirá um processo de trâmites, onde será enviado para à justiça. De acordo com a decisão, foi ressaltado que a Polícia Civil se pauta pelo respeito à liberdade de expressão, mas destaca que, por meio desta, não se pode violar a dignidade da pessoa humana, repudiando todo e qualquer ato ofensivo à religião, etnia, orientação sexual, procedência geográfica, etc. do próximo.

Leia Também  Série indicada ao Emmy Kids estreia clipe especial de natal

Até então, a mineira não se pronunciou sobre a decisão. Conforme publicado no Portal Extra, a irmã dela, Mônica, que é responsável por sua assessoria.

 

Divulgação/TV Globo