Pierre Thomé de Souza defende ‘networking’


O empresário defente ‘networking’ para alavancar os negócios

Pierre Thomé de Souza defende ‘networking’Publicado por Dan Nascimento em 24 ago, 2019 - 11:31 -

“Preciso que você me conecte à uma pessoa”, esta é, seguramente, a frase mais famosa do networking, segundo o empresário e consultor Pierre Thomé de Souza, uma das maiores autoridades em networking do país e com fortes conexões internacionais no mundo do entretenimento, negócios e política, que ainda aponta tal conhecimento para alavancar negócios de forma estratégica.

“Conexões profissionais podem abrir e fechar portas, para empresários e empreendedores que estão se reestruturando”, garante o especialista que ainda chama atenção para a uma confusão que muitos fazem, por desconhecimento ou má fé, do conceito de conectar pessoas.

“Vejo algumas pessoas escrevendo sobre teorias e fórmulas infalíveis para se conseguir sucesso com suas redes de contatos. Por isso, como pesquisador e profissional desta área, pensei que seria interessante expor como funciona na prática a “Ciência do Networking” e quais são as regras vitais e os objetivos principais desta metodologia que aplico há mais de dez anos, uma vez que, mesmo sendo algo comum em outros países, o networking ainda encontra enorme desconhecimento por parte dos líderes brasileiros, dos setores público e privado, sendo constantemente confundido com “lobby”, devido também à ausência de profissionais que o executem corretamente, conforme princípios e protocolos estabelecidos e que devem ser seguidos e executados”, explica Pierre.

Segundo o especialista, networking, em sua essência, traduz-se na arte de se relacionar e de se fazer cercar por pessoas de segmentos distintos em alto nível de confiabilidade e credibilidade. Algo que seria muito positivo para alavancar muitos tipos de negócios.

“Agindo eticamente com o próximo e sabendo quais valores específicos cada parte pode agregar em favor de um interesse mútuo, tornando a realização benéfica e justa para todos os envolvidos é uma possibilidade de trocar experiências e conhecimentos, gerando importantes oportunidades ao se manter uma rede de relacionamentos com pessoas de níveis e setores distintos”, defende, que consegue mensurar o sucesso da estratégia se bem aplicada no mundo dos negócios.

“Para melhor compreender a sua funcionalidade, basta, metaforicamente, imaginar o ‘sucesso’ como a ‘vida’ gerada por um corpo. O corpo representa o seu ‘negócio’, seja este a sua empresa, projeto, ou objetivo a alcançar. Mesmo que você se posicione como o ‘cérebro’ deste corpo, ainda será preciso deter mais órgãos ‘saudáveis’, atuando em cada função específica do corpo, para que seja possível gerar a ‘vida'”, que vai além em sua analogia.

“Os órgãos ‘saudáveis’ representam os profissionais competentes em suas áreas, como, por exemplo, o ‘coração’ (administração), ‘estomago’ (marketing) e ‘pulmões’ (vendas). O ‘sangue’ representa o capital financeiro aportado no negócio, que é parte da tríade que deve estar presente em qualquer projeto ou sociedade: capital intelectual, operacional e financeiro. É necessário lembrar ainda que ‘competência’ é a soma de conhecimento (sobre o que se faz), habilidade (no relacionamento com os envolvidos) e atitude (para entregar além da demanda)”, completa.

Segundo espacialista, portanto, para se criar um networking eficaz, além de dominar valores humanos vitais como confiabilidade, ética e credibilidade, é preciso compreender a “primeira lei do networking”, das 7 existentes, criada por ele: “Você é responsável por quem introduz ao círculo”.

Pierre ainda finaliza com uma lição: “No mundo corporativo, algo vital, a função principal de um líder, seja a de comandar e inspirar pessoas, com base na confiabilidade e ética, a do ‘networker’ objetiva conectar tais líderes”.