Petição para proibir a versão brasileira de Shallow



Petição para proibir a versão brasileira de ShallowPublicado por Redação BR em 17 Maio, 2019 - 19:13 -

Os fãs da cantora Lady Gaga estão bastante indignados com uma situação que está acontecendo em nosso país. Tudo começou quando, autorizada pela própria diva pop, em pessoa, a sertaneja Paula Fernandes revelou na semana passada que lançaria ‘Juntos’ – uma versão de ‘Shallow’ traduzida para o português.

Fazendo história em 2019, Lady Gaga levou o Oscar de ‘Melhor Canção Original’ com ‘Shallow’, escrita por ela para o filme ‘Nasce Uma Estrela’, onde atuou como protagonista ao lado do ator Bradley Cooper. A música é um verdadeiro fenômeno em todo o mundo.

Só aqui no Brasil, a canção já ganhou uma centena de “versões” em português – principalmente no universo do forró nordestino. Agora, no entanto, a coisa é mais oficial e já chegou às rádios brasileiras desde as 8h da manhã desta sexta-feira (17). Por enquanto, a música ainda não chegou às plataformas de streaming digital.

A releitura é uma composição da própria sertaneja e conta com a participação do cantor Luan Santana, formando um dueto assim como a original.

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Centrɑl de Fãs Pɑulɑ Fernɑndes (@centraldefas_pf) em

 

ABAIXO ASSINADO

Os fãs não gostaram nem um pouquinho da ideia de Paula Fernandes e decidiram tomar algumas providências. Foi criada uma inusitada petição na internet, que tenta chegar aos olhos da própria Lady Gaga.

A reivindicação? Que a cantora volte atrás em sua decisão e proíba a versão brasileira de ‘Shallow’. De acordo com o texto do abaixo assinado, o sucesso de Lady Gaga com o filme “é colocado em sério risco, podendo se transformar em uma catástrofe que, se fosse levada para os cinemas, chamaria-se ‘Morre Uma Estrela’. Além de a possibilidade da Academia pedir a devolução do Oscar”.

Os fãs consideraram a permissão de Lady Gaga como uma “irresponsabilidade” e seu anulamento seria fundamental para garantir a manutenção do “prestígio da música”.

A música deve ser lançada, oficialmente, no próximo domingo (19). Entretanto, já pode ser ouvida nas principais rádios de todo o Brasil.