Pedro Marinho Neto desenvolve projeto de inclusão digital para idosos


Preocupado em proporcionar aos idosos o acesso às novas tecnologias, Pedro Marinho Neto desenvolve projeto de integração

Pedro Marinho Neto desenvolve projeto de inclusão digital para idososPublicado por Redação BR em 21 Maio, 2020 - 23:35 / Creditos Divulgação

Preocupado em proporcionar aos idosos o acesso às novas tecnologias, desenvolve projeto de integração

Foi observando sua avó e a dificuldade de entender as novas tecnologias que Pedro Marinho Neto, jovem administrador e pós-graduado em Comunicação e Marketing em Mídia Digitais, desenvolveu um projeto de inclusão digital para idosos a ser lançado em breve.

A terceira idade presencia diuturnamente o cotidiano sendo alterado pelas novas tecnologias, palavras e canais de comunicação. Muitos idosos estão à margem dessas inovações. Mas como esta geração mais ‘madura’ pode utilizar a informática de forma que ela contribua para sua valorização social e para a reconstrução de suas percepções de envelhecimento?

Com apenas 25 anos e 8 anos de experiência, Pedro já é reconhecido em Minas Gerais pelo desenvolvimento de um projeto cultural no Instagram que busca valorizar Poços de Caldas, sua cidade natal e onde cresceu. O perfil fez tanto sucesso que ganhou o apoio da prefeitura. Foram muitos acessos alcançados no @pocosdecaldasoficial. O conteúdo explorando os principais pontos da cidade atraiu empresas com interesse em publicidade. O resultado foi tão positivo que replicou o projeto cultural para São Paulo (SP) e Ribeirão Preto (SP).

Para obter o mesmo sucesso com os idosos, ele buscará a parceria e conhecimento de geriatras e educadores. O primeiro passo para a integração digital será oferecer aulas para a maior idade entender o poder, alcance e funcionalidades de ferramentas atuais. Órgãos públicos já mostram interesse na ideia.


Especialista em Marketing Digital, Pedro lembra que o Instagram é a rede social que mais cresce em todo mundo. São mais de 1 bilhão de usuários ativos, segundo a própria rede. O Brasil tem grande participação nesse número. É o segundo país com mais usuários, ficando atrás apenas dos EUA.

“Assim como eu há 8 anos me enxerguei na comunicação, quero levar a oportunidade a outras pessoas. Levar esta oportunidade para idosos, assim como minha avó, será um desafio extremamente motivador pra mim”, comenta Pedro Marinho Neto. Em breve, ele divulgará mais informações sobre o projeto através de seu Instagram @pedromarinhoneto

Divulgação

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do EGOBrazil