21/05/2019

Natura lança Trovão, novo disco de Larissa Luz

Natura lança Trovão, novo disco de Larissa LuzPublicado em 21 maio, 2019 - 14:11 por Thiago Winner

A macumba pop de Larissa Luz é um feitiço para os bons ouvidos da música contemporânea em Trovão (Natura Musical), o novo disco da artista. Com produção de Rafa Dias, o terceiro trabalho solo da cantora conta com 13 canções que hipnotizam, energizam e chacoalham o corpo, a mente e a alma. A brasiliense Elen Oléria e uma turma boa da Bahia com Lazzo Matumbi, Luedji Luna, Letieres Leite e o alabê Gabi Guedes participam do projeto.

“Trovão”, que chega aos ouvidos dos fãs nesta sexta-feira, 17, por meio dos aplicativos de música, tem patrocínio de Natura Musical e distribuição da Altafonte. Os shows de lançamento de disco acontecem nos dias 16 de maio no Rio de Janeiro (Marina da Glória – Shell Open Air), em 5 de junho em Porto Alegre (Agulha) e em 13 de junho em São Paulo (Casa Natura Musical).

“Esse disco nasceu da necessidade de trazer para nosso cotidiano de forma simples e contemporânea traços da nossa conexão ancestral com os ritos e práticas das religiões de matriz africana. Tem uma abordagem sob uma perspectiva atual, urbana, crítica, divertida, não tão óbvia, não tão direta e com muito respeito, numa releitura tecnológica de ritmos tribais para tirar o público do lugar de conforto e provocar uma percepção interna da nossa ancestralidade”, explica a cantora baiana, que brilhou como Elza Soares no musical Elza.

Recentemente, Larissa disponibilizou a faixa “Gira” – composta por ela em parceria com Bia Ferreira e Doralyce – com direito a clipe conceitual e impactante dirigido por Heitor Dhalia, que assim como a canção, faz uma abordagem moderna e pop da magia original africana. Em 2019, como reforça a artista, Mãe Stella de Oxóssi e Makota Valdina, duas importantes ialorixás na luta contra o racismo religioso, seguiram para o Orun. Além disso, uma lei que descriminaliza o sacrifício de animais em ritos religioso gerou uma série de polêmicas que evidenciam a falta de conhecimento da sociedade sobre a cultura afro-brasileira.

“Em tempos difíceis senti a relevância de evocarmos a nossa fé e fazer dela instrumento de sobrevivência e resistência. Produzir uma música impulsionadora, energizante e eletrizante, que sugere a dança, que é elemento de transe e uma via para alcançarmos lugares elevados espiritualmente. Xirê! Os ritos africanos são grandes celebrações e assim é ‘Trovão'” define Larissa.

O projeto foi selecionado pelo Natura Musical por meio do edital 2017 e do Estado da Bahia, através do programa Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda. “O Natura Musical sempre acreditou na força da música para mobilizar as pessoas. Para refletir esse propósito e dar espaço à diferentes vozes, a plataforma apoia artistas e bandas capazes de amplificar debates contemporâneos. Além de entreter, eles também usam a arte como um meio de questionamento e transformação. É o caso de Larissa Luz nesse novo trabalho”, diz Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura.

Leia Também  Dani Sperle está de volta ao posto de Musa da Ilha

Mais sobre o álbum “Sou de Iansã com Ogum e ideias do mal eu derrubo e corto com a minha espada”, proclama Larissa Luz cheia de axé em “Aceita”,  canção de abertura que já determina a força que esse “Trovão” tem. Em seguida, ela deságua em “Lama”, a segunda do disco e a coerência da ordem faz com que “Nanã” – a orixá que veio da lama e ajudou a modelar o ser humano – venha como terceira faixa.

O ritual baile continua com “Macumba”, que tem os atabaques do alabê Gabi Guedes se misturando à modernidade eletrônica, uma assinatura característica de Rafa Dias, líder do grupo “Àttooxxá” que além de produzir, ajudou Larissa na criação de melodias e letras. “Passei para ele o conceito sobre o universo e abordagem do disco, ele foi construindo os beats, fomos colocando letras e vozes”, lembra Larissa. Para a produção Rafa trouxe o guitarrista Chibatinha para todas as faixas.

A “Gira” (faixa cinco) continua com Larissa batendo forte nos pensamentos retrógrados e une essa força com Luedji Luna em “Climão” num encontro que reluz como o ouro de Oxum. “Me jogo no rio e deixo ele me levar…”, diz um trecho.

A gargalhada de Larissa já entrega a dona da faixa “Abala” antes mesmo da saudação: Laroyê! “Aos poucos fui entendendo por que demonizavam a figura de Exú e a Pomba Gira era repelida. Fui me dando conta do quanto o racismo afetava a nossa fé e religiosidade”, se lembra ressaltando a importância de cantar livremente para tais entidades.

Em “Raxteira”, Larissa, de corpo fechado, encara qualquer e continua com  “Rito”, instrumental de Rafa Dias com o maestro Letieres Leite. Lazzo Matumbi, uma das vozes mais bonitas da Bahia ecoa em “Corpo são, mente sã”, décima faixa.  O disco vai começando a tomar seu rumo final cheio de amor próprio em “Me amei”. E, como se não bastasse todo o impacto causado até então, Larissa Luz ainda traz a canção “Hipnose”, antes de ter a potência de Elen Oléria finalizando com ela o álbum em “Acreditar”. Sob a benção da sua ancestralidade, a potente Larissa Luz faz valer os dizeres desta faixa. “Acreditar em tudo que faz, confiar na escolha que fez”.

Leia Também  O escritor, colunista e entrevistador Thiago Winner completa 35 anos

Ouça “Trovão” em todas as plataformas digitais:

https://song.link/album/i/1463051241

 

Assista ao videoclipe “Gira”:

https://youtu.be/SnVKZ2J5OuA

Faixas e compositores:

Abala (Larissa Luz, Flávia Coelho e Rafa Dias)

Lama (Larissa Luz e Rafa Dias)

Nanã (Larissa Luz, Flavia Coelho e Rafa Dias)

Macumba com Gabi Guedes (Larissa Luz, Flavia Coelho e Rafa Dias)

Gira (Larissa Luz, Bia Ferreira, Doralyce e Rafa Dias)

Climão – participação Luedji Luna (Larissa Luz e Rafa Dias)

Abala (Larissa Luz e Rafa Dias)

Raxteira (Larissa Luz e Rafa Dias)

Rito com Letieres Leite (Larissa Luz e Rafa Dias)

Corpo são, mente sã com Lazzo (Larissa Luz e Rafa Dias)

Me amei (Larissa Luz e Rafa Dias)

Hipnose (Larissa Luz, Flavia Coelho e Rafa Dias)

Acreditar com Elen Oléria (Larissa Luz, Elen Oléria e Rafa Dias

 

Sobre Natura Musical:

Natura Musical é a principal plataforma de patrocínio da marca Natura. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu R$ 132 milhões no patrocínio de 418 projetos – entre CDs, DVDs, shows, livros, acervos digitais e filmes. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do país e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais. Em 2018, o edital do programa selecionou 50 projetos em todo o Brasil, entre artistas, bandas e coletivos, e estabeleceu parcerias com 10 festivais independentes de Norte a Sul do país. A plataforma digital do programa leva conteúdo inédito sobre música e comportamento para mais de meio milhão de seguidores nas redes sociais. Em São Paulo, a Casa Natura Musical se tornou uma vitrine permanente da música brasileira, com cerca de 100 shows para adultos e crianças ao longo de 2018.

 

Assessoria de Imprensa | Larissa Luz

Jorge Velloso

[email protected]

Telefone: (21) 98207-8269

Assessoria de Imprensa | Natura Musical

Conteúdo Comunicação

Telefone: (11) 5056-9800

Aline Paz: [email protected]

Luciana Rabassallo: [email protected]

Fotos: Breno Galtier