Ludmilla lança ‘Verdinha’ com letra sobre maconha


Cantora aparece como fazendeira em plantação de alface e canta ‘eu fiz um pé lá no meu quintal, tô vendendo a grama da vendinha a um real’.

Ludmilla lança ‘Verdinha’ com letra sobre maconhaPublicado por Redação BR em 30 nov, 2019 - 12:05 - Foto: Divulgação/Rodolfo Magalhães

Ludmilla lançou a música “Verdinha” nesta sexta-feira (29). A letra é da própria cantora carioca, assim como a ideia do clipe.

No vídeo, Ludmilla aparece como uma das donas de uma plantação de alface e canta “eu fiz um pé lá no meu quintal, tô vendendo a grama vendinha a um real”.

A cantora compartilhou o clipe e falou sobre a expectativa com o lançamento. “Vocês não têm noção de quanto eu esperei por esse momento! Tá a coisa mais linda!”, escreveu.

Apesar da plantação ser de alface, a alusão à maconha é direta, inclusive a cantora e o elenco fumam. A referência é o clipe de “Pour It Up”, da cantora americana Rihanna.

“Na letra há história de uma jovem cheia de liberdade, acima de tudo, e que, com esforço e trabalho, sustenta a casa e é independente”, diz o release enviado pela assessoria.

“‘Verdinha’ faz alusão também ao dinheiro e em brincadeira, usa a fumaça verde e as notas de dólar para provocar o imaginário do público, que se instiga pelo apelo visual”, continua.

O texto também destaca a personalidade de Ludmilla. “O novo projeto segue a essência das músicas da cantora, sempre colocando em voga temas como liberdade de escolhas, de sexualidade, além da quebra de estereótipos”, diz.

A cantora tornou público seu namoro com Brunna Gonçalves em junho deste ano. A companheira faz parte do seu time de bailarinas e também está em “Verdinha”.

A faixa tem produção de Topo La Maskara e Walshy Fire, um dos integrantes do Major Lazer, e entrou na playlist de lançamentos semanais dos Estados Unidos no Spotify.

Lud ‘proibidona’

A cantora tem saído de temas óbvios da música pop, como relacionamentos e festas nas últimas músicas.

“Pode me tirar tudo que eu tenho, pode falar tudo que eu faço, mas eu só te faço um pedido, não encosta no meu baseado” é o refrão “proibido” da música “Não Encosta”, lançada em 2018.

Para tocar nas rádios, o clipe da música no canal do Konzilla saiu com uma alteração e o verso passou a ser “não encosta no meu namorado”.

Novamente o tema aparece em “Onda Diferente”, música lançada com Anitta

e Snoop Dogg em abril.

“A noite está cada vez melhor, as minhas pernas já já vão dar um nó, o meu sangue já ferveu, a minha onda já bateu”, são os versos iniciais.

A parceria entre as artistas, que já tem mais de 83 milhões de visualizações no YouTube, é cheia de polêmicas, inclusive sobre a composição.

Tudo começou quando Ivete Sangalo cantou a música no Rock in Rio e não apareceu o nome de Anitta no crédito. Fãs logo criticaram Ludmilla, que estava comemorando o fato da cantora baiana colocar sua música no repertório do show,

Depois, a cantora revelou que a gravadora só quis gravar quando Anitta gostou da música e explicou a exigência de Snoop Dogg por 50% dos créditos de autoria. A cantora de “Vai Malandra” pediu calma aos fãs e disse, em entrevista no Grammy Latino que não vai reivindicar os direitos.