Laboratório Sexual, estreia em SP na primeira semana de Outubro



Laboratório Sexual, estreia em SP na primeira semana de OutubroPublicado por Redação BR em 3 out, 2018 - 20:30 -

Laboratório Sexual, que comece o jogo!!!

Uma companhia de teatro, formada por seis controversos atores, resolve montar uma peça baseada em pesquisas sobre sexo, amor e suas diversas facetas. O que eles não imaginavam é que durante esse processo alguns dramas pessoais começassem a surgir. E aí, qual a importância do sexo e do

amor em sua vida? Ou a combinação dos dois? Será que você realmente sabe? “É uma terapia assistida, despretensiosa, divertida, e sem rodeios”, diz o autor e diretor Jean Dandrah.

MAIS SOBRE O ESPETÁCULO:

O espetáculo mostra o cotidiano de uma companhia teatral profissional, formado por uma dramaturga, uma ninfomaníaca, um bissexual aparentemente resolvido, um homofóbico enrustido, um libertino com síndrome de Peter-Pan, e um diretor tarado. Juntos, eles fazem dos bastidores da montagem de “Laboratório Sexual, que comece o jogo”, uma comédia contemporânea, cheia de conflitos, desatinos, e muito bom humor. O tema principal a ser explorado nesse estudo cênico, é o ”SEXO”. Mas por onde começar? Qual a finalidade real? Mas é a partir das dúvidas, curiosidades e conflitos dos atores, que inusitadas histórias sobre um dos maiores tabus da humanidade são postas em pauta no palco. A peça propõe uma lente de aumento sobre o assunto. “Descobrimos durante o processo criativo, que o mais interessante é o ponto de vista, honesto, de cada um. A ideia foi traduzir de maneira bastante coloquial e lúcida a nossa maneira de ver o sexo. Suas facetas, suas verdades, suas incertezas, conduzindo o público a uma profunda reflexão. Tudo é delineado de maneira leve, divertida e cheia de surpresas, sem esquecer valores tão importantes como o “amor, parceria e amizade”, acrescenta Jean Dandrah.

O GRUPO:

O Grupo Palco Meu de Teatro nasceu em 2014, empreendendo ideias, paixões e agregando artistas de diversas áreas. Desde então, o grupo, dirigido por Jean Dandrah, autor e diretor, produziu cinco espetáculos dos mais variados gêneros: as comédias “Laboratório Sexual, – que comece o jogo”; “Eu Quero É Pecar”; “60 Minutos Assim, Assim…”, baseado nos contos de Nelson Rodrigues; “Bendito Seja Seu Maldito Nome”, inspirado na obra completa de Plínio Marcos; e “Vivo Ele Está, A História de um Mártir”, baseado na história bíblica de Jesus Cristo.

O DIRETOR E AUTOR:
Jean Dandrah é dramaturgo, diretor, ator e jornalista, formado nas tradicionais EAD/ECA/USP. No mercado artístico desde 99, trabalhou no segmento de musicais durante oito anos condutivos, como ator e cantor, tendo participado das principais montagens em São Paulo e no Rio de Janeiro, entre elas: “A Bela e a Fera”, “O Mágico de Oz”, “Peter Pan”, e “Pinocchio”. Em 2016, na Rede Record, viveu o personagem “Frei Abílio”, na trama de Gustavo Reis, na novela Escrava Mãe. Ainda como ator, fez parte de diversos espetáculos teatrais, sendo o último, “A Espera”, de Hugo Coelho. Como diretor também dirigiu no teatro nomes como Karina Barum, Rodrigo Veronese, Júlio Rocha, Thaiguara Nazareth, e Nico Puig. Há quatro anos fundou o “Núcleo Palco Meu de Teatro”, em São Paulo. Jean: “O tema principal a ser explorado nesse estudo cênico, é o ”SEXO”. Mas é a partir das dúvidas, curiosidades e conflitos dos atores, que inusitadas histórias sobre um dos maiores tabus da humanidade são postas em pauta no palco. Descobrimos durante o processo criativo, que o mais interessante é o ponto de vista, honesto, de cada um”.

AS PERSONAGENS E O ELENCO:

Personagem – Dalton: O entusiasta Dalton, é ator e diretor da Cia. Para ele, achar o ponto certo de uma cena é como criar uma obra de arte. Atento à tudo e à todos, tem sempre um caderninho consigo, para anotar suas ideias e reflexões galopantes. Dalton é atraente, olhar marcante, personalidade forte, porém vive a frustração velada de um casamento desfeito. Sua

casa é o palco!

O ator – Adriano Arbol: Formado Ator e apresentador pelo Senac e Uniso, Adriano tem em 31 peças teatrais em seu currículo, entre elas: “Muito Barulho Por Nada”, de Shakespeare, e “O Burguês Fidalgo”, de Molière. No cinema participou dos Filmes “Diário de um Exorcista”(NetFlix) com Direção de Renato Siqueira, “Carcereiros” da Globo Filmes, com Direção de José Eduardo Belmonte, e “A História de Nossa Senhora Aparecida”, com Direção de Del Rangel. Na TV, participou das Novelas “Chiquititas” e Cúmplices de um Resgate”, do SBT.

Personagem – Memélia: A principal dramaturga dessa cia de teatro. Tem um humor ácido e é um tanto intransigente. As vezes ela odeia a profissão de atriz, da exposição, do julgamento alheio. Mas lá no fundo, o que sente mesmo é orgulho, e encara o ofício também como um veículo transformador da sociedade. Talvez por isso, ela tenha encarado a difícil tarefa de ser atriz e dramaturga. Como um dia disse George Sand – “A vocação do artista é lançar

luz sobre a alma humana”. Então, ela não se importa se a chamem de louca!

Leia Também  Espetáculo “ As Princesas, o show ” chega à Paulínia

A atriz – Delisiée Marinho: Formada em jornalismo e pós graduada em Print and Broadcasting, pela Universidade da Califórnia UCLA e em artes dramáticas pela escola de atores Globe-SP e Fátima

Toledo, Delisiée Marinho, primeiro se dedicou exclusivamente ao jornalismo esportivo. Como repórter e apresentadora da TV Globo e Sportv, participou de diversos eventos internacionais, entre eles, os Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004. No teatro viveu personagens marcantes. Seus preferidos são: Clotilde, na comédia “À noite todo gato é pardo (com Junno Andrade) e Madame de Volanges, em “Ligações Perigosas”, de Christopher Hampton, (com Maria Fernanda Cândido, Marat Descartes e Laura Neiva), ambas com direção de Ricardo Rizzo. Além de Judith, a mulher judia, em “Terror e Miséria do Terceiro Reich”, de Bertolt Brecht, com direção de Zeca Bittencourt, e a Mulher de Leonardo Félix, na tragédia “Bodas de Sangue”, de Federico Garcia Lorca. Para a micro-série da TV Globo “Amor em quatro atos”, com direção de Bruno Barreto, Delisiée Marinho foi Rosana Batista. Na novela “Viver a Vida”, de Manoel Carlos, e direção de Jayme Monjarmim/ Fabricio Mamberti, foi Cristina. Para o cinema, Delisiée se transformou na prostituta Dolores, no curta- metragem “Noturno 1”, com direção de Ulysses Cruz e Ricardo Rizzo; e em Cristina no curta “Lágrimas”, com roteiro e direção de Fabiano Moura. Desde 2011 é roteirista e assistente de direção de Ricardo Rizzo e Wado Gonçalves no tradicional Show de Natal do Palácio Avenida, em Curitiba, e diversos outros grandes eventos. De 2016 à março de 2017, também foi manager e produtora do famoso cantor e compositor, Zeeba, considerada a voz brasileira mais ouvida no mundo com os hit Hear Me Now, Never Let Me Go e With Me.

Personagem – Laila: Linda, deslumbrante, leve e sempre bem humorada, Laila usa e abusa de seu poder de sedução para conseguir o que quer e na hora que ela quer! Não se importa com a opinião dos outros… Atriz no grupo, sabe que todos os homens dali, e

de qualquer lugar, babam por ela, o que gera um certo incomodo na dramaturga Memélia, apesar de muito amigas. Mas no decorrer do estudo, algo parece mexer profundamente com essa mulher tão empoderada. O que será?

A atriz – Helen de Pádua: Helen Iniciou sua carreira aos 9 anos, na Casa de Cultura de Santo Amaro, onde estreou sua primeira peça “Pluft, O Fantasminha”, com direção de Emma Girão, entre outras pela Cia. Em 2009, decidida à aprimorar seus conhecimentos, iniciou o curso profissionalizante na Escola de Atores Wolf Maya, onde se formou em 2012. Desde então, a atriz não parou, e concretizou outros cursos de atuação para Cinema, TV e Teatro, com grandes profissionais do mercado, como Juliana Galdino, Roberto Alvim, Paloma Riani, José Eduardo Belmonte, Fernando Leal, Grupo TAPA, e LA Films. Atualmente a atriz também faz parte do grupo de pesquisa de cinema do AP43 conduzido por Nara Sakarê. A atriz soma 7 peças de Teatro, 4 curta- metragens, 3 web-séries e 3 web-novelas. Além das diversas campanhas publicitárias realizadas no Brasil e no exterior em temporadas na Ásia – China, Tailândia e Filipinas.

Personagem – Silvio: O típico homem que chama a atenção por onde passa. Bonitão, olhos claros, gostoso, mulherengo… E ele sabe de seu poder de atrair os olhares de todas e todos. É também, o mais jovem do grupo, o mais impulsivo, digamos assim. Para ele, estar em cena é uma grande diversão, uma descoberta diária, e muito prazerosa. As vezes, até demais,

passa um pouquinho do limite. Mas o coração é bom e ele reconhece.

O ator – Jean Visconti: Jean é ator e modelo. Começou a sua carreira como modelo, aos 14 anos, com grande sucesso no meio publicitário e da moda. Em 2014, formou-se ator pela Escola Wolf Maya, no Rio de Janeiro, além de trabalhar com os consagrados preparadores de elenco Camila Amado e Sérgio Penna. Dando continuidade à sua pesquisa e formação profissional, está encerrando o curso técnico no Célia Helena, em São Paulo. Sua primeira experiência na TV, como ator profissional, foi como assistente de palco da apresentadora Fernanda Lima, no programa “Amor & Sexo” (2014/2015). Em seguida, entrou para o “Super Star” (2015). Em 2016, ainda na TV Globo, fez uma participação especial, com o personagem Vitor, na novela “Haja Coração”. Ainda em 2016, ele foi o Poeta Inquisitor no espetáculo teatral “Santas Bruxas”, no Nossa Senhora do Teatro, no Rio de Janeiro. Para o cinema, Jean está dando vida ao personagem de Conde D’Deu, marido da Princesa Isabel (Alcione Weizmann), com direção de Dimas Oliveira e estreia prevista para novembro deste ano. Jean ainda participou dos curtas “Savana” (2016) e “Os Segredos da Bia” (2017).

Personagem – Felipo: Homem polido, inteligente, compenetrado no trabalho. Costuma falar pouco. Para ele, o teatro é um templo sagrado! Como ator e também dramaturgo da Cia, é forte defensor de suas idéias, e por isso, vive em embate com Memélia. Seu

Leia Também  Dj Felippe Sanches participa do filme de Rodrigo Sant'Anna

ponto fraco, a bela atriz Laila.

O ator – Marcio Barbosa: Ator, cantor e modelo, Marcio tem vasta experiência e participou de espetáculos de sucesso, como o Musical “Blue Jeans”, de Wolf Maya, em 2001, “Cinderela”, com direção de José Wilker e Ronaldo Viana, em 2001. Em 2001, fez a minissérie “O Quinto dos Infernos”, de Carlos Lombardi e direção de Wolf Maya. E ainda, diversos vídeos clipes e campanhas publicitárias.

Personagem – Tony: TONY – Galanteador, Tony, é do tipo que não gosta de confusão. Pelo contrário, prefere preservar a amizade com todos e manter o bom ambiente de trabalho. Ele é ator e diretor cênico no grupo. Mas Tony guarda um segredo…pelo menos por um tempo. É também quem vai ensinar algumas pessoas o que é a verdadeira amizade, e a importância

do respeito, acima de tudo!

Rafael Brandão: Ator, cantor, bailarino e diretor de movimento, Rafa Brandão já trabalhou com grandes nomes no teatro musical, como Miguel Falabella no Musical “HairSpray” e Wolf Maia no Musical “Garota Glamour”. Ele também foi diretor de movimento da comédia “A noite todo gato é pardo”, com Junno Andrade, Guilherme Chelucci, Delisiée Marinho, e direção de Ricardo Rizzo. Como modelo e ator também sempre teve grande sucesso no meio publicitário. Rafa participa, como ator e diretor de movimento, de sua quarta temporada com o Espetáculo “Laboratório Sexual, que comece o jogo”.

Assistente de Direção – Milene Haddad

Atriz, diretora, produtora, cantora, locutora e preparadora de elenco. Iniciou sua carreira em 2005 aos 40 anos quando a convite de uma amiga integrou o elenco de uma comédia musical “A Senhora que Fazia Tortas”, do Grupo Ciabatta de Marcos Lopes, no Teatro São Pedro em São Paulo. Após esta experiência, e cursos de Locução para TV e Musicais para o Teatro no Senac, complementou sua formação nas Escola Célia Helena e Wolf Maya. Já são 13 peças teatrais com grandes diretores e mestres, entre eles, Marco Antônio Pamio, Elias Andreato e Marco Antônio Braz; 10 curtas, webséries, e diversos cursos com grandes diretores, dramaturgos, roteiristas e preparadores de elenco como: Walcyr Carrasco, Newton Cannito, Teresa Lampreia, Telma Guedes, Christian Duurvoort, Maria Psomas e Fred Mayrink. Além de vários trabalhos em publicidade, assina a direção de dois espetáculos teatrais: “Máscaras” de Sandra Lya e “Traição – o silêncio lamenta”, de Diogenes Gonçalves. Desde 2015 dirige ao lado de Jean Dandrah o Grupo Palco Meu de Teatro.

Produtor – Anselmo Miller

Ator, produtor e publicitário, formado em Publicidade e Propaganda e MBA em Gestão Empresarial na FGV, Anselmo, iniciou sua trajetória no teatro em 2001 fundando a Cia Ethos Teatral onde atuou com ator e produtor em cinco espetáculos autorais do grupo. Durante todos esses anos participou de diversos cursos e oficinas voltados para a interpretação e produção cultural atuando como ator nos espetáculos: “Fragmentos do eu no espelho”, “E agora”, “Eros e Dopamina”, “A via Sacra”, “Fragmentos do eu no espelho – Ato II”, “Quem bebeu o leite (Infantil)”, e na leitura dramática “Álbum de Família – Nelson Rodrigues”. Na Internet, integra o elenco do canal de humor “Humores Urbanos” atuando como ator nas séries “Lavou tá novo”, “Fe&Ju”, “Escrotório” e “Lavou tá novo – Parte II”. Como produtor atuou nos espetáculos “E agora”, “Eros e Dopamina”, “Fragmentos do eu no espelho – Ato II”, “Quem bebeu o leite (Infantil)” e agora em “Laboratório Sexual, que comece o jogo”.

SERVIÇO:

“LABORATÓRIO SEXUAL, que comece o jogo” (Comédia Contemporânea) Texto e Direção Geral: Jean Dandrah
Assistente de direção: Milene Haddad
Coordenação de movimento: Rafael Brandão

Elenco: Adriano Arbol, Delisiée Marinho, Helen de Pádua, Jean Visconti, Marcio Barbosa e Rafael Brandão.
Stand ins: Marcelo Piza, Eduardo Sales e Monyke Procópio
Produção: Anselmo Miller, Delisiée Marinho e Milene Haddad

Coordenação de Relações Públicas: Delisiée Marinho Assessoria de Imprensa: Juliano Mendes
Design de Luz e Som: Alexandre Zulu
Técnico de luz: Venicio Alvarenga Junior

Fotos: Moacir Barbosa
Designer Gráfico: Felipe Sesoko
Arte e edição de vídeos: Milene Haddad
Realização Grupo Palco Meu de Teatro.
Apoio Cultural: Oficina Cultural Oswald de Andrade.

Teatro: Bibi Ferreira
Endereço: Av. Brigadeiro Luiz Antônio, 931 – Bela Vista – SP Temporada: todas as quintas-feiras de outubro e novembro, às 21h. Classificação: 16 Anos
Duração: 80 minutos
Ingressos: R$60,00 inteira/R$ 30,00 meia
Classificação: 16 anos.

REDES SOCIAIS:

Facebook: Grupo Palco Meu de Teatro. Instagram: @grupopalcomeu www.palcomeudeteatro.com.br

Divulgação

 

Sem categoria