30/11/2018

Hopi Hari reativará brinquedos e vai criar “pré-atrações”

Hopi Hari reativará brinquedos e vai criar “pré-atrações”

Hopi Hari reativará brinquedos e vai criar “pré-atrações”

Ekatomb, e Hadikali já estão funcionando; La Tour Eiffel deve ser reativado no ano que vem.

 

A nova gestão do parque de diversões Hopi Hari, em Vinhedo, reabriu mais dois brinquedos e pretende reativar o La Tour Eiffel até o ano que vem. O parque foi reaberto em agosto do ano passado.

Os brinquedos que já foram reativados são o Ekatomb (que gira sobre o próprio eixo) e o Hadikali (um simulador de voo). A La Tour Eiffel, um elevador que simula uma queda livre, será reaberto em 2019 – o brinquedo está desativado desde 2012.

A ideia da nova gestão é remodelar totalmente La Tour Eiffel, criando também uma “pré-atração” para quem ficar na fila, como já acontece em parques no exterior. O presidente do Hopi Hari, José David, afirmou que o brinquedo já está sendo testado.

“A previsão é reabrir ano que vem. Estamos também reformulando o Ekatomb, que também terá um show pré-brinquedo, nos moldes de parques de diversões internacionais”, afirmou. No caso do Ekatomb, a previsão de abertura é até o fim deste ano.

NÚMERO DE VISITANTES

O Hopi Hari foi reaberto em agosto de 2017 após ficar três meses fechado – e quando funcionava com apenas 20% das atrações. A nova gestão reformou diversos brinquedos – entre eles a roda gigante – e reabriu quase todas as atrações. O ingresso para o parque custa R$ 150, mas há promoções no Facebook e no site do parque.

Atualmente, por exemplo, o valor é de R$ 119,90, na campanha Natal Magiko, que vai até 13 de janeiro.

Com isso, o número de visitantes tem crescido, atraídos também por shows. Wesley Safadão, Pablo Vittar e Matheus e Kauan são alguns dos artistas que se apresentaram no Hopi Hari por meio da produtora própria criada pela nova gestão.

“No começo, limitamos para 5 mil pessoas por dia no parque. Em abril, chegamos a 7,5 mil e, em agosto, 10 mil. Queremos chegamos 13 mil visitantes por dia, mas será o máximo”, explicou José David.

A ideia é não lotar o parque e gerar grandes filas para as atrações. O parque tem alvará dos Bombeiros para até 26 mil pessoas.

COMIDAS E BEBIDAS

Outra novidade implementada pela nova gestão foi a troca de fornecedores produtos alimentícios. Antes, o parque oferecia lanches por preços mais caros e que eram criticados pela falta de qualidade.

Hoje, além do preço estar mais perto da realidade fora do parque – um combo de hamburguer custa em torno de R$ 30 – há opções veganas, pizzas e sorvetes para os visitantes.

No parque, pode-se usar o cartão de débito ou crédito. Quem levar dinheiro, deve trocá-lo pelas moedas próprias do parque de diversões, evitando assim furtos ou roubos.