Gastronomia: profissionalização e mercado de trabalho



Gastronomia: profissionalização e mercado de trabalhoPublicado por Redação BR em 25 mar, 2020 - 16:45 / Creditos

A é um ramo de negócio que vem se destacando no Brasil. Nos últimos anos, transformou-se em atração de programas de televisão e internet, e a cada dia conquista ainda mais admiradores. A consequência disso é um público mais atento à qualidade dos sabores, pratos e suas apresentações, que chegam a ser comparadas com verdadeiras obras de arte.

Segundo o IBGE, o brasileiro gasta 25% de sua renda com alimentação, o que fomenta o mercado e aumenta a oferta de produtos. A tendência é crescer a cada ano. A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) divulgou que o setor de alimentação gera cerca de 450 mil novas oportunidades de emprego por ano, e atualmente, é responsável por mais de 6 milhões de postos de trabalho.

Mas, o que fazer para se transformar em um profissional da área? Muitas pessoas acreditam que só gostar de cozinhar basta, mas não é bem por aí. Ser um gastrônomo ou um chef de cozinha, exige conhecimentos que vão além da preparação de pratos elaborados. Na EAD Unicesumar, por exemplo, o curso de Gastronomia prepara um profissional multidisciplinar, que aprende aspectos que vão do início à atualidade gastronômica, empreendedorismo e até habilidades básicas da cozinha autoral e criativa, tudo isso combinando teoria e prática.

Andrea Cristina Shima da Motta, coordenadora de Gastronomia da EAD Unicesumar, nos conta que “o ramo de alimentos e bebidas é um dos que mais cresce porque os hábitos alimentares da população vêm mudando. Nosso curso trata mais do que simplesmente realizar receitas, ele leva o aluno a uma viagem na história da alimentação. Ter uma boa qualificação é um diferencial e uma forma de se manter no mercado”, completa. Entre as disciplinas estudadas na graduação estão: Etiqueta e Serviço de Sala, Gestão de Alimentos e Bebidas, Gestão de Compras, Estoque e Custos, Gestão de Equipes em Restaurantes, Criatividade e Inovação em Gastronomia e Eventos Gastronômicos.

Kátia Cilene, estudante do curso de Gastronomia da EAD Unicesumar em Palmas, relata que escolheu a profissão por conta de um pão que sua mãe fez quando era criança. “Minha mãe era faxineira de uma confeitaria quando morávamos em Anápolis/GO. Um dia ela levou para casa um pedaço de massa de pão francês, e por sermos 10 filhos, sabia que somente aquela quantidade não ia dar para todos, então, resolveu aumentar a comida colocando alguns outros ingredientes”. Ela descreve que nesse dia a mãe criou uma nova receita que a levou a se apaixonar pela Gastronomia. Buscou inúmeras vezes imitar a receita de sua mãe, e quando conseguiu, começou a vender os pães na rua para complementar sua renda.

Há quatro anos Kátia resolveu fazer o curso superior, pois queria buscar mais conhecimento e aprimoramento das técnicas, apesar da paixão que tinha desde criança, a graduação foi fundamental para se manter no mercado de trabalho. “O curso me abriu oportunidades, estou me capacitando e vendo outros caminhos se abrirem, me intitulo como Personal Cheff, pois na faculdade percebi que uma pessoa com o conhecimento necessário poderia reinventar receitas, e é o que eu faço”. Atualmente, Kátia é empreendedora, tem uma cozinha de produção de biscoitos artesanais e também trabalha na Secretaria da Educação de Palmas/TO, auxiliando na formação da alimentação escolar nas escolas públicas.

Para quem quiser conhecer mais sobre o curso de Gastronomia da EAD Unicesumar, a instituição oferece aulas gratuitas dos renomados chefs Lucas Corazza e Alexandre Gimenes, basta acessar : conteudo.unicesumar.edu.br/gastronomia

Foto: Divulgação

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do EGOBrazil