17/08/2018

Festival Curta Canedo tem repercussão internacional com filme “O cinema pelo fim da violência a mulher”

Festival Curta Canedo tem repercussão internacional com filme “O cinema pelo fim da violência a mulher”Por: Colaborador EGOBrazil - EGOBrazil.com

atriz de cinema premiada Cris Lopes e os cineastas curadores Cleiner Micceno, Aline Willik e Itamar Borges agitam o festival com workshops, palestras e debates.

O Festival CURTA CANEDO 2018 acontece nos dias 20, 21 e 22 de Setembro e conta com uma seleção de grandes nomes atuantes da sétima arte dentro e fora do Brasil: A atriz de cinema premiada Cris Lopes e os cineastas curadores Cleiner Micceno, Aline Willik e Itamar Borges agitam o festival com workshops, palestras e debates.

A atriz internacional Cris Lopes está divulgando o festival nos Estados Unidos, Canadá, Portugal e na América Latina com o filme “Miguel” sobre o tema que vem debatendo: Violência Contra a Mulher.  Cris Lopes que já filmou na Inglaterra, França e longa-metragens: atuou em inglês em “FREER” em lançamento Canadá & USA e mais 12 filmes no Brasil entre eles: “Meio-Irmão” como Delegada em breve nos cinemas; diversas indicações e prêmios “Melhor Atriz” como protagonista do humor negro AGS Agencia Geral de Suicidio exibido na Espanha, Uruguai, Argentina, em breve na tv brasileira; filmou participação especial no longa Bia 2.0 com estréia nacional em setembro na Mostra Livre de Cinema na Competitiva Internacional de Longas em 20 cidades do estado de São Paulo; atuou nas emissoras Record Hora do Faro Especial Dia das Mães; Rede Tv 2005 e 2006: seriado infanto-juvenil Vila Maluca 150 episódios como a Xuxu, indicado a prêmio no Chile; SBTBand21.

Cris Lopes é protagonista do filme “Miguel” vivendo uma mulher vítima de violência doméstica que será exibido em uma sessão especial no Curta Canedo 2018 com debate “O cinema pelo fim da violência a mulher”. No filme, seu filho vivido pelo ator Caue Camargo, sofre com a situação dos pais e tem direção e roteiro de Natalia Grecco.

O festival tem como produtora cultural Carmelita Gomes. Foram 248 filmes inscritos com Diretores de 16 estados brasileiros inscreveram seus filmes sendo a maioria de São Paulo e do Rio de Janeiro, com representantes de SP. RJ, GO, PE, BA, RS, RN, MG, CE, ES, PA, PB, AL, DF, MT e SE que concorrem nas categorias: MELHOR FILME, MELHOR FILME GOIANO, MELHOR DOCUMENTÁRIO, MELHOR ROTEIRO, MELHOR MONTAGEM, MELHOR DIREÇÃO DE ARTE, MELHOR FOTOGRAFIA, MELHOR DIREÇÃO, MELHOR SOM (EDIÇÃO E MIXAGEM), MELHOR FILME CURTA CANEDINHO, MENÇÃO HONROSA. A escolha da categoria MELHOR FILME JURI POPULAR se dará através de votação no dia da exibição.

A curadoria do CURTA CANEDO está a todo vapor na seleção dos filmes para o festival e tem como curadores: Cleiner Micceno: Presidente da Academia Sorocabana de Fotografia, Cinema e Vídeo. Produtor independente de cinema à frente da Mambo Produções, atuou como oficineiro em Oficinas Culturais do Estado de SP. Diretor de 40 curtas metragens ficcionais e documentais, de seis longas documentais e mais de 30 clipes musicais, Cleiner coleciona diversos prêmios e indicações como a do Prêmio SESI-FIESP SP de 2018 com o filme Cartas da Loucura     Aline Willik:Jornalista, cineasta e CEO da Empresa colaborativa de cinema Aitäh Filmes sediada na Estônia. Sua carreira no cinema teve uma grande acessão nos últimos três anos à frente da aitah filmes, ela já rodou neste período seis curtas metragens e um longa, e 3 destes curtas já tiveram estreia em festivais do Brasil e da Europa. O longa “Uma Rosa e um cartão, por favor,” está em fase de finalização e tem estreia prevista para 2019. Os outros três curtas, também se encontram na fase de pós-produção e tem estreias previstas para o segundo semestre de 2018, 2019 e 2020. Outros dois longas, e dois curtas estão em fase de roteiro e pré-produção. Aline que já foi júri em festival na Itália, participa do Festival Curta Canedo desde a primeira edição quando foi membro do Júri. Em 2017 estreou na curadoria, posto que repete este ano. Itamar Borges: Produtor cultural, membro da ABD-GO (Associação Brasileira de Documentaristas e Curtas Metragistas – Sessão de Goiás). Trabalha com festivais de cinema em Goiânia desde o ano de 2002, tendo atuado no Goiânia Mostra Curtas, Em 2005, junto à Secretaria Municipal de Cultura, iniciou o FestCine Goiânia – Festival de Cinema Brasileiro em Longa-metragem, respondendo por sua programação (de 2005 a 2010). Produtor responsável pela ABD Cine Goiás, pela mostra competitiva de filmes da ABD-GO no FICA, Festival Internacional de Cinema Ambiental em 2007, 2008, 2009, 2011, 2012, 2013, 2014. 2015, 2016 a 2018. Membro da Academia Histórias Curtas da RBStv (RS). Membro da Academia Brasileira de Cinema. Coordenador de produção da Mostra de Arte Urbana no Brasil Central, em 2014 e 2016. Curador e também júri de premiação de vários festivais de cinema pelo Brasil inteiro. Itamar atuou no Júri do Curta Canedo 2017.

Leia Também  High School Musical nos palcos brasileiros

3º Festival de Cinema de Senador Canedo – CURTA CANEDO 2018 – Goiás – Brasil

Dias 20, 21 e 22 de Setembro de 2018. Horários: Das 9:00 às 23:00h – Local: Praça Criativa do Jardim das Oliveiras – Senador Canedo – GO

Trailer do filme “Miguel” sobre Violência contra a Mulher: https://www.youtube.com/watch?v=eCJiAbD-Ccw

Programação do festival:  www.facebook.com/curtacanedo

Curtir Fan Page da atriz Cris Lopes (trailers, tv, entrevistas nacionais e internacionais): www.facebook.com/crislopesoficial

 

Artigo publicado por Thiago Winner, colunista e escritor do livro “As regras simples da vida”