22/05/2018

Ex Global e atriz transexual busca papéis menos caricatos: “Sou uma atriz”

Ex Global e atriz transexual busca papéis menos caricatos: “Sou uma atriz”Publicado em 22 maio, 2018 - 1:31 por Redação BR

Atrizes transexuais têm uma sina na TV: viver papéis de transexuais. Isso quando conseguem trabalho. Mesmo já tendo passado pela Globo, a sina se repete para Carol Marra.

Ela, que fez participações em Boogie Oogie e em Brasil a Bordo, em que fez uma sósia de Cláudia Leitte, disse que acha estranho e desconfortável receber apenas este tipo de papéis.

“Não sei se os produtores de elenco têm medo ou preguiça. Não entendo as cabeças dessas pessoas. Tanto ator gay e atriz lésbica que fazem papéis de heterossexuais, mesmo com todo mundo sabendo que são gays e lésbicas”, comenta Carol.

Já operada na cirurgia de transexualização, Carol seguiu criticando: “E por que no meu caso eu só tenho que fazer trans? Sou uma atriz. Posso fazer outros personagens”.

E mais: “Vou fazer papéis de trans também, afinal eu escolhi essa profissão para viver dela, não vou ficar escolhendo papel, mas tem uma hora que você vai ficando saturada porque só te chamam para isso. Posso interpretar uma trans, uma mulher, um homem e até mesmo uma árvore”. “Se gays podem ser galãs, por que não posso interpretar uma mulher?”.

Leia Também  Beto Jamaica e Compadre Washington agitam o Programa Sensacional

A diretora de Brasil a Bordo a indicou para outro trabalho após a série: “A Cininha de Paula [diretora de Brasil a Bordo] foi quem me indicou para essa peça. O Márcio Rosário [diretor do espetáculo] queria uma mulher trans para interpretar a mulher de Bruta Flor, e a Cininha, sem eu saber, falou coisas muito positivas sobre mim e sobre o meu trabalho. Fui convidada e topei de cara. O ator tem que ser avaliado por seu talento, não por sua sexualidade”.

Leia Também  Geraldo Luís mostra resultado do processo de limpeza e organização da casa da cantora paraguaia Perla

Para a personagem, ela contou as transformações no corpo que encarou: “Eu já havia engordado nove quilos após a minha cirurgia, e agora engordei mais cinco para poder ter um volume natural na minha barriga e deixar a Simone ainda mais real. Estou aproveitando para comer de tudo e estou me acabando na lasanha (kkkkk)”.

Simone, sua personagem, está grávida: “Achei incrível ser escalada para este papel porque ele está muito distante da minha realidade. Jamais poderei engravidar, e por isso meu desafio é ainda maior. Estudei muito o comportamento das grávidas para poder entrar nesta personagem”.

 

Sem categoria