Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

02/09/2019

Espetáculo Oboró – Masculinidades Negras

Espetáculo Oboró – Masculinidades NegrasPublicado em 2 set, 2019 - 15:02 por Dan Nascimento

À margem de uma sociedade, em que está longe de ser prioridade, o homem negro busca ganhar sua vida na sombra cruel em que habita. O espetáculo “Oboró – Masculinidades Negras” retrata a realidade desse homem, com suas dificuldades, desafios e lutas.

Oboró é um termo que, em Yorubá, é usado para designar orixás do sexo masculino. Com direção de Rodrigo França e um elenco formado pelos atores Cridemar Aquino, Danrley Ferreira, Draysson Menezzes, Ernesto Xavier, Jonathan Fontella, Luciano Vidigal, Marcelo Dias, Orlando Caldeira, Reinaldo Júnior e Sidney Santiago Kuanza, a peça, escrita por Adalberto Neto apresenta os conflitos de vida dos homens que eles interpretam. Cada personagem apresenta características de um, entre os orixás: Exu, Ogum, Oxóssi, Omolu, Xangô, Oxumaré, Osanyin, Logun Edé e Oxalá.

Oboró - Masculinidades Negras/ Foto: Divulgação

Oboró – Masculinidades Negras/ Foto: Divulgação

Entre os problemas apresentados, estão a hipersexualização do corpo negro, a busca pela perfeição em troca de um lugar ao sol e os riscos de habitar uma pele preta, entre outros. Nove situações traçam um paralelo da realidade desses homens da sociedade, permeadas por muita música e dança.

SERVIÇO:
“Oboró – Masculinidades Negras”
Temporada: 15/08 a 1º/09
Local: Teatro Sesi (Avenida Graça Aranha 1, Centro)
Horário: De quinta a sábado, às 19h, e domingos, às 18h.
Telefone: 2139-0016
Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
Duração: 90 minutos
Capacidade: 338 lugares
Classificação etária: 14 anos
Vendas: www.ingressorapido.com

FICHA TÉCNICA:
Texto: Adalberto Neto
Direção: Rodrigo França
Direção de movimento: Valéria Monã
Assistente de direção: Kennedy Lima
Cenário e figurino: Wanderley Gomes
Trilha e regência: Cesar Lira
Iluminação: Pedro Carneiro
Pesquisa: Fábio França e Valéria Monã
Designer e audiovisual: Rafaela Lira
Fotografia: Julio Ricardo da Silva
Direção de produção: Mery Delmond
Produtores associados: Adalberto Neto e Rodrigo França
Produção: Diverso Cultura e Desenvolvimento