Economia Compartilhada: alugar roupas é a nova tendência



Economia Compartilhada: alugar roupas é a nova tendênciaPublicado por Newma Santiago em 13 set, 2019 - 23:23 -

O aluguel de roupas de festa já é um serviço bem conhecido. Agora, no entanto, a tendência está sendo ampliada para outras ocasiões, como apresentação em eventos corporativos, ensaios fotográficos, presenças Vip e até mesmo entrevistas de emprego.

O maquiador e produtor de moda dos famosas, Zé Reinaldo, explica que as pessoas têm procurado roupas de aluguel, não só para ensaios fotográficos, mas também para saber o que vestir em ocasião de negócios, presença Vip ou até mesmo para uma entrevista de emprego.

O comportamento faz parte do conceito de economia compartilhada, em que a posse permanente é substituída pela temporária.

Uma pesquisa da MindMiners, com millennials — pessoas de 18 a 45 anos — mostrou que os principais motivos apontados para utilizar produtos ou serviços de economia compartilhada são o custo reduzido e a praticidade.

O coach e empresário, Leandro Cunha, de 42 anos, que está sempre envolvido com palestras motivacionais e realiza eventos periodicamente diz:

— Encontrei a solução mais prática e até mesmo para poupar espaço no meu guarda-roupas. Alugar um terno é sem dúvida, a melhor opção.

Para atender esta demanda, Edmilson, proprietário da Lumiere Roupas de Aluguel começou a desenhar ternos mais enxutos, com tecidos mais leves, cores mais sóbrias, e até mesmo com texturas acompanhando a nova tendência de mercado.

Os clientes começaram a me perguntar se eu poderia ter na loja ternos “retos”, com “corte italiano”, daí fiz uma pesquisa e não foi difícil me adaptar, diz.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Serviço:

http://lumierenoivas.com.br/

Av. Ayrton Senna, 2541 – Barra da Tijuca.

Fotografia: Felipe Nascimento

Modelos: Luan Frank (ator), Victor Gorchinsky – (ator), Ruan Mendes – (modelo), Leandro Cunha – empresário, Ricky Sattler – modelo, Marcelo Haidar – (produtor executivo)