Ministra Damares Alves diz homossexualidade é “aberração”

Damares Alves foi filmada durante uma palestra numa clínica de cura sexual ligada à igreja evangélica. “Meu filho ninguém vai sodomizar!”, garante a ministra.

Ministra Damares Alves diz homossexualidade é “aberração”Publicado em 14 jan, 2019 - 11:43 por Redação BR

Damares Alves, a ministra de Bolsonaro que já protagonizou uma polémica devido a declarações sobre as cores que os diferentes géneros devem usar, considerou que a homossexualidade era uma “aberração” e “doença”.

A Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos de Bolsonaro foi captada em vídeo a dizer: “Não estão falando só de sexo. Eles estão falando de aberrações. Sexo com animal, sexo entre mulher com mulher, homem… bicho eu falei aberração, depois edita isso. Mas estão falando de aberração!”

As suas declarações foram dadas numa palestra numa clínica de “cura sexual” ligada à igreja evangélica, em que são prestados “tratamentos” a “transtornos sexuais” em que o estabelecimento engloba a homossexualidade, explica aRevista Forum. Damares foi ainda ouvida a prometer: “Meu filho ninguém vai sodomizar!”.

Leia Também  Império Serrano terá menino de rosa e menina de azul no RJ

Os vídeos foram gravados entre 2013 e 2014, no Seminário Intensivo de Sexualidade (SEIS), explica a mesma fonte.

Damares é ainda ouvida a negar a existência da identidade de género. “Se identidade de género é aquilo que eu acho que eu sou, eu posso dizer que sou um coelho. Então, o homem tem uma identidade biológica, macho, e tem uma identidade de género?”, pergunta. Alves sustenta ainda: “O macho é macho; o cachorro macho nasce macho. Você não pode criar ele como fêmea. A menina nasce menina.”

Leia Também  Famosas aderem campanha anti-Bolsonaro na web e se manifestam contra o candidato

Divulgação / Internet

Sem categoria