Conheça Ederson Soares, o ambulante que virou empresário


Ed Cred se tornou referência no mercado de crédito consignado no Rio de Janeiro

Conheça Ederson Soares, o ambulante que virou empresárioPublicado por Beatriz Pinheiro em 22 jul, 2019 - 16:42 -

Ele já foi empacotador de supermercado, promoter, pintor, vendedor de sacolé, garçom, operador de telemarketing, entre outras funções, fez o que foi preciso para sobreviver, mas nunca deixou de sonhar alto e trabalhar para realizar seus sonhos. Hoje, o jovem carioca, de 29 anos, deixou de ser Ederson Soares, um menino sonhador de Duque de Caxias, baixada fluminense do Rio de Janeiro, para virar o empresário Ed Cred, um dos grandes nomes do ramo do Crédito Consignado e que através de sua história e diálogo sincero, tem inspirado muitas pessoas. Hoje ele acumula mais de 40 mil seguidores nas redes sociais.

“Eu sou um cara normal que tomou boas decisões. Sempre fui inquieto, não aceito derrotas. Eu sempre tive um instinto diferente, me sentia diferente entre meus amigos, pois sempre fui muito criativo. Eu só não sabia que poderia levar isso ao empreendedorismo. Quando passei a ler livros específicos sobre o assunto, as coisas foram se encaixando na minha cabeça, passei a entender como as pessoas fazem dinheiro. Meus métodos de vendas foram baseados em estudos e testes práticos”, conta Ed, fundador e CEO das empresas Brafin, especializada em créditos consignados, e Tratuss, empresa de gerenciamento de carreira de atletas.

O caminho até o sucesso não foi fácil, o empresário perdeu o pai quando ainda era criança e desde cedo teve que trabalhar, e muito, para conquistar um futuro melhor. Mas não pensem que ele gosta de ser tachado de “coitadinho”. Ed garante que desistir nunca foi uma opção e que todas as experiências pelas quais passou anteriormente, e o pensamento de que poderia vencer, contribuíram de alguma forma para chegar aonde chegou.

“Para quem está no fundo do poço, a única saída é escalar o poço! Nunca tive medo de não dar certo. Como sempre digo: o máximo que pode acontecer é dar errado. Com os trabalhos de rua, aprendi que devemos trabalhar muito nos dias bons para recuperar os dias ruins, aprendi também o ato da negociação flexível com os clientes e fornecedores e o bom atendimento, que faz com que o cliente sempre volte a comprar comigo.”

Para Ederson, não tem retorno e reconhecimento melhor do que servir de inspiração para as pessoas e ajudá-las de alguma forma para que melhorem de vida: “É muito gratificante olhar para trás e saber que consegui sair do ponto que eu me encontrava. Inspirar as pessoas me faz um homem mais realizado, mostrar que é possível sair de um salário mínimo para dezenas e centenas dele, ver as pessoas realmente aumentando os ganhos por conta de um conselho que dei, era tudo que eu queria que fizessem por mim anos atrás.”

Surgimento do Ed Cred

O empresário explica que o “personagem” Ed Cred surgiu quando ele abriu sua empresa de empréstimo consignado e as pessoas opinavam sobre o nome: “Geralmente o nome das empresas leva a sigla ‘CRED’ e eu nunca quis. Porém, ao perceberem que eu levava jeito na área, meus funcionários e amigos passaram a me chamar de Ed Cred e desde então o Ed Soares ficou para trás”.

Segundo Ederson, Ed Cred é mais do que sua marca, é um método de venda e é o seu grande diferencial: “Meu método sempre foi de ligar muito para os clientes, insistir e estreitar relacionamento de uma forma que eles até contassem sobre a vida, aquele desabafo que se faz com o amigo, agindo de forma cirúrgica na hora do fechamento da venda e não deixando respostas que não fosse o SIM. Eu cumpro exatamente o que prometo ao meu cliente, pois me importo com isso. Diferente do mercado que só quer vender a qualquer custo”.

O jovem conta ainda que um dos segredos do sucesso é saber se conhecer, conhecer suas limitações para evoluir ou descobrir qual caminho devem seguir:

“Ser empresário é correr riscos e nem todo mundo está disposto a arriscar. É natural do ser humano, nem todo mundo é igual. Mas algumas pessoas muito empreendedoras podem trabalhar em empresas e ter um chefe, seus rendimentos vão depender da receita que trará para aquela empresa. Não acho que a persistência e dedicação levam ao sucesso, se você estiver insistindo em algo errado ou de maneira errada, nunca dará certo, mesmo com muito esforço. Se a pessoa não consegue evoluir sua mente e se preparar para um negócio, realmente é a hora de parar. E não acho menor problema nisso, eu não sirvo para lutar judô profissionalmente, tentei algumas vezes, vi que não tinha futuro e fui procurar outra coisa na vida.”

Planos para o futuro

E ele não quer parar por aí e tem planos de expansão para suas duas empresas: “Vamos expandir e fortificar em todo o sudeste com as lojas da Brafin, logo após, em todas as capitais do Brasil. Já com a Tratuss, estamos iniciando nesse ramo de gerenciamento de atletas, chegando devagar, fazendo boas parcerias e estruturando cada vez mais nosso projeto. Mas o diferencial será sempre a nossa forte credibilidade, seja em qualquer negócio.”

Sobre a Brafin

A Brafin é uma associação de crédito focada em atender aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos, assalariados, autônomos e microempresários com o objetivo de proporcionar soluções financeiras. A empresa é composta por colaboradores altamente capacitados e dispostos a atender todas as necessidades de nossos clientes.

Sobre a Tratuss

Empresa criada para cuidar do gerenciamento da carreira de atletas para orientá-los e guiá-los no caminho, de forma certeira e confiante, cuidando da vida pessoal e profissional, para que o atleta se preocupe apenas em dar o seu melhor.

 

Credito/Divulgação.