23/07/2019

Confira 5 dicas de Maikel Ramthun para médicos

Confira 5 dicas de Maikel Ramthun para médicosPublicado em 23 jul, 2019 - 13:58 por Dan Nascimento

Médico por vocação, especialista em clínica médica, nefrologia e medicina intensiva, Mestre em ciências da saúde pela UEPG, Professor do curso de medicina da UEPG até 2018, Supervisor do programa de residência em Medicina Intensiva do HURPG e produtor de Conteúdo da área de nefrologia do Whitebook, escritor, fotógrafo e investidor.

Essessão os títulos que compõe a carreira, desse cara simples, humilde, comunicativo e que vem transformando a medicina ao compartilhar suas experiências, impactando com clareza milhares de médicos ao ensiná-los a se organizarem financeiramente, para atuarem na medicina livres da necessidade da renda ativa, de modo a atuarem por vocação.

Vocação, palavra tão atrelada a medicina, que fez com que Maikel, buscasse sempre mais conhecimento e sabedoria, tanto assim o é, que possui 3 especialidades Médicas, no entanto não se sentia completo, e com uma mente inquieta e diante das necessidades que a vida lhe impôs, foi levado a aprender e a dominar áreas que foram muito além da área médica.

“Acho que essa sede por conhecimento é um diferencial. Sempre entendi que quando eu aprendo, posso ajudar centenas de pessoas, mas descobri que quando eu ensino, posso ajudar milhares.”

Essas são as palavras desse Médico, que tem como propósito, ensinar os jovens médicos a não se limitarem aos conhecimentos médicos, munindo-os de informação e experiênciaque corroboram seus atuais resultados positivos.

E justamente, por agregar grande valor,vem se tornando cada vez mais influente no entre os médicos e estudantes de medicina, ajudando-os a se capacitarem em outras áreas que são muitas das vezes negligenciadas, mas são necessárias para o desenvolvimento da carreira e da vida como um todo.

Hoje, junto com mais 2 Amigos Médicos fundaram o canal “Além da Medicina” que vemdespertando a curiosidade e a busca por informações que complementem o que é ensinado pelas faculdades e práticas médicas.

Com isso, vem prestando mentoria individualizada para médicos, que se renderam e pediram ajuda para organizar a vida profissional, a vida financeira e por consequência organizar a vida pessoal.

“Por acreditar que seria o melhor lugar para estudar medicina.”, foi para Cuba nos áureos anos 90, ainda sob o Regime de Fidel Castro, por conta dessa decisão, viveu, amadureceu, cresceu e se desenvolveu profissionalmente, diante da realidade que era viver na verdadeira ilha comunista.

A fotografia, o pegou, quando já estava estabelecido como médico, atraindo os olhares das redes sociais, ao escrever seu primeiro livro “O Médico que fingia ser fotógrafo”.

Livro no qual retrata de forma bem humorada e emocionante toda a sua experiência como pai. O livro em 5 semanas esgotou sua primeira edição.

“Esse livro para mim é um legado para meus filhos, onde registrei todo o amor que tenho por eles” disse o médico que é pai de dois filhos e duas filhas.”

Foi ai, que ele se animou e resolveu escrever outro livro, contando todas as histórias que viveu na ilha Cubana, nesse livro bastante descritivo, com narração própria, onde muitas das vezes você se sente conversando com o autor, contando todos os perrengues vividos no alojamento da Faculdade, as aventuras que era entrar na ilha vindo do brasil e as decepções que sentiu ao perceber toda a hipocrisia que o sistema impunha aos cidadãos cubanos. Num bate papo bem informal ele explica pormenorizado os motivos que o fizeram abandonar os sonhos socialistas. O livro “Socialismo e suas histórias peculiares”, ficou entre os mais vendidos da categoria na Amazon.

Atualmente, vem utilizando toda essa mídia, para inspirar cada vez mais e mais pessoas, atuando firme ao defender o ensino da inteligência financeira como solução para a aposentadoria precoce, livrando os futuros médicos e até mesmo os próprios médicos, das amarras que o não conhecimento desse assunto traz.

É assim, que ele vem cumprindo sua missão que segundo ele, é libertar todos aqueles que buscam na medicina a realização de uma vocação, mostrandocomo um planejamento adequado pode fazer da profissão algo de fato que vem do coração. Exercida de forma amorosa, humanizada, sem carregar o peso das contas e da vida dentro da corrida dos ratos. (acordar – trabalhar – pagar conta e dormir, rezar pela sexta feira, trabalhar contando os dias para as férias)

Ele nos conta que percebeu “vivendo isso na própria pele. Não temos a menor noção de educação financeira e de como gerir nosso dinheiro quando saímos da faculdade.Assim como a maioria dos médicos fui cometendo muitos erros durante o percurso, mas foi quando resolvi me dedicar de forma intensa para aprender sobre inteligência financeira e sobre mercado, que pude entender e colocar em prática os ensinamentos fazendo meu dinheiro trabalhar para mim e multiplicando meu patrimônio. Desenvolvi um método que se encaixa na nossa rotina muitas vezes frenética de trabalho e defini como meta ensinar mais médicos a seguir esse caminho.”

Assim, ele vem ensinando como alcançar a liberdade financeira, através de técnicas de organização financeira, planejamento, noções básicas de economia e investimento, o que muni a todos que buscam a sua ajuda aterem liberdade o suficiente, ao ponto de atuarem na medicina com fins financeiros, resgatando a verdadeira vocação que é essa linda profissão.

“A faculdade de medicina muitas vezes te doutrina a ter uma visão muito limitada, a focar somente naquilo. Existe um ambiente de muita competição. Isso tem feito com que os médicos saibam fazer um diagnóstico mas não saibam apertar um parafuso. A falta de “soft-skills”, dificuldade para estabelecer contatos, gerenciar dinheiro, liderar equipes, produzir de forma mais eficaz, entender conceito de geração de valor e resolução de problemas, faz com que muitos tenham dificuldade em gerenciar a própria vida. Não é por acaso que a cada ano aumentam as taxas de suicídio entre médicos e estudantes de medicina, além de transtornos de saúde mental. Eu encontrei o caminho para ter uma visão mais ampla das coisas, sem negligenciar sua formação e carreira médica. Sempre gosto de frisar que minha maior dedicação é na medicina, mostro isso na prática ao ter três especialidades, mestrado, ser professor, chefe de serviço, escritor também da área médica, revisor de conteúdo, preceptor de residência etc. Porém, ensino que ser um bom médico não te impede de ser bom em outras áreas também”.

Como se sente sabendo que diariamente você impacta a vida de mais de 70mil pessoas?

“Eu sempre fui um sonhador. Claro que é surpreendente ver a proporção que tudo isso tomou, mas tento repetir sempre a seguinte frase: é só o começo.”

O seu novo projeto “além da medicina” criado junto com seus amigos, também médicos, Bernardo e Victor; veio para mudar a trajetória dos estudantes de medicina e médicos recém formados.

“Formamos uma equipe muito alinhada e que tem prazer em ensinar. Acho que nosso maior diferencial é que os três vivem a medicina e tem amor pela profissão, nenhum é “médico de palco”, todos obtiveram sucesso em nossas áreas e naquilo que nos propusemos a fazer, todos estão muito bem financeiramente conforme a sua fase da carreira, então não fazemos isso por dinheiro, por último, ter três médicos nas três diferentes fases da carreira médica nos faz conseguir conversar com diversos públicos, desde o estudante até o médico especialista com anos de profissão.”

Maikel, é mais um brasileiro de destaque, não se apequenou diante das incertezas que a vida lhe trouxe e diante dos desafios que foi se tornar o médico conceituado que é hoje, tendo estudado medicina numa faculdade em pleno regime comunista de Cuba, o que lhe deu bagagem e experiências que podem ser lidas em seu livro autobiográfico, formando quem ele é hoje, capaz de levantare defender a ideia de que a medicina deve ser exercida por vocação e isso só se dá se obtiver a liberdade financeira que ele felizmente já alcançou.

“Eu realmente acredito que ao nos desenvolvermos e evoluirmos de forma individual, no final criamos um mundo melhor.”

+ VEJA TAMBÉM:  Dani Sperle revela que o segredo da boa forma é a patinação

Pra ele, o que fica de lição ao ensinar sobre Gestão de carreira, através do desenvolvimento de “soft skills”, da gestão financeira, da gestão de cliente e não pacientes e desenvolvimento do networking é que todas as essas relações antes de tudo precisam ser humanizadas.

 

As 5 Dicasde Maikel para os médicos e futuros médicos:

  1. Livrem-se dos velhos hábitos e vícios. Você não precisa comprar um monte de passivos para mostrar para os outros. A vida é muito mais do que uma enorme quantidade de bens materiais caros, que você no final das contas nem aproveita pois precisa trabalhar o dobro para manter.
  2. Desenvolva-se todos os dias, tanto na sua área como em outras. Vida em equilíbrio não é uma vida estagnada e sim uma vida com progresso diário.
  3. Não confie em ninguém mais do que em você mesmo para gerir seus investimentos. Só você sabe quanto custou ganhar seu dinheiro.
  4. Tire da sua cabeça que investir é difícil. Você sabe diagnosticar e tratar inúmeras doenças complicadas, acha mesmo que não tem capacidade para aprender a investir?
  5. Desfrute da vida todos os dias. Não condicione sua felicidade a um ponto fixo no futuro. A felicidade é o conjunto de cada pequena conquista do presente, então, curta a jornada! Se você não chegar exatamente onde pretendia, ao menos vai ter aprendido muito e se divertido no processo.