08/08/2018

Blogueira Patyziul comenta sobre sua visita na 25ª Edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Blogueira Patyziul comenta sobre sua visita na 25ª Edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo

25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo começou nesta sexta-feira (3), trazendo grandes best-sellers e também autores brasileiros que arrastam multidões. Com o tema, “Venha fazer esse download de conhecimento”, a feira acontece no Pavilhão de Exposições do Anhembi, de terça a sexta-feira, das 9h às 22h, e aos sábados e domingos, das 10h às 22h, com ingressos entre R$20 (durante a semana) e R$25 (aos finais de semana).

Quem acompanha meu instagram (@patyziul) sabe o quanto sou alucinada por leitura, então todos os anos vou a Bienal do Livro. Tento ir sempre nos primeiros dias, assim consigo autógrafo dos autores que mais admiro.

Hoje acordei cedo e super animada, cheguei a bilheteria ainda estava fechada, esperei 30 minutos para comprar meu ticket. Quem acompanhou pelos stories no instagram viu a energia das pessoas aguardando a entrada.

Dica: antes de sair de casa, faça uma lista com seus livros para comprar. São muitos, e muitos livros, e no meio de tantas opções e fácil voltar sem o que você queria. Então foco, e faça sua listinha.

 

Autógrafo:
Quem quiser autógrafo e trocar ideias com seus ídolos literários, a Arena Cultural BIC apresenta sessões de autógrafos com vários convidados. Quem quiser pode escolher a sessão e retirar senha pelo site do evento. Para o Espaços de Autógrafos Suzano, que reunirá apenas escritores brasileiros, as senhas serão distribuídas diariamente.

Cozinhando com Palavras:
você encontra debates e aula-show dedicados à reflexão sobre a relação da gastronomia.Lá você pode encontrar o chef colombiano Juan Manuel Barriento, do estrelado El Cielo, Morena Leite, Gabriela Kapim, Zeca Carmago, Breno Lerner, Janaina Rueda, Olivier Anquier, Rodrigo Oliveira e outros.

Destaques da Bienal do Livro de SP 2018:

1. Best-sellers internacionais

  • David Levithan, americano que assina “Todo dia”, obra cuja adaptação para o cinema acaba de estrear no cinema, e autor de obras de temática LGBTQ;
  • Marissa Meyer, americana que escreveu a série “As crônicas lunares”, com versões futuristas de Cinderela, Chapeuzinho Vermelho, Rapunzel e Branca de Neve;
  • Beth Reekles, autora de “A barraca do beijo”, que inspirou o filme de mesmo nome e faz bastante sucesso entre os jovens;
  • A.J. Finn, autor de “A mulher na janela, que vai ser adaptado para o cinema com Amy Adams na pele da protagonista;
  • Charlie Donlea, escritor americano autor de “A garota do lago” e “Deixada para trás”;
Leia Tambem  Fotógrafo Jan Sen expõe suas fotos no Carrousel du Louvre em Paris

2. Autores brasileiros

  • Mauricio de Sousa, criador da “Turma da Mônica”;
  • Ziraldo, “pai” do Menino Maluquinho e de muitos outros personagens;
  • O escritor e cronista Antonio Prata;
  • O best-seller de livros policiais Raphael Montes;
  • Julián Fuks, um dos mais premiados jovens escritores do país, autor de “A resistência”;
  • Luiz Ruffato.

 

Para quem curte aquela selfie interessante, vá preparado. A Bienal esta repleta de lugares divertidos e inusitados para suas fotos.

Outra coisa super interessante, foi a quantidade de crianças espalhada pelo pavilhão com seus pais. Confesso que fiquei feliz, o habito da leitura fica fácil quando se começa cedo. E embora escute algumas pessoas dizendo que o Brasil não tem jeito, hoje tive a oportunidade de enxergar isso de outra forma. Os pequenos são o futuro.

Na minha lista de compras: 

  • “Socorro meu vídeo bombou na internet”
  • “Menina desliga o celular”
  • “Massagem da sorte”

Os preços não são lá tão atraentes, mas há estandes de liquidações, com títulos a partir de 5 reais. Livros para todos os gostos.

Tive a oportunidade de ver o Ziraldo, autor do Menino Maluquinho, e Fernanda Nia autora do livro “Mensageira da Sorte”, livro este que comprei e ganhei autógrafo.

Com relação estrutura não tenho o que reclamar, a praça de alimentações esta cheia de opções.

Na minha opinião esse ano não foi a melhor edição da bienal, achei que ficou um pouco a desejar. Senti falta do galeria recorde, Saraiva, Itaú que na edição passada tinha, porém para quem está indo a primeira vez vai achar incrível.

Vou tentar voltar no meio da semana, quando é mais tranquilo. E para você que, assim como eu é amante da leitura, corre lá no instagram @patyziul essa semana tem sorteio de mais um livro.

25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo
Quando: de 3 a 12 de agosto
Onde: Pavilhão Anhembi (Pavilhão de Exposições do Anhembi, Av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana)
Ingressos: R$ 20 (com meia-entrada) de segunda a quinta-feira; e R$ 25 (com meia-entrada) de sexta-feira a domingo.
Site oficial: www.bienaldolivrosp.com.br

 

Xoxo, 

Patyziul.

http://www.patyziul.com.br