Belo Horizonte ganha Circuito Municipal de Cultura



Belo Horizonte ganha Circuito Municipal de CulturaPublicado por Parceiro Dino em 5 dez, 2019 - 13:46 -

Belo Horizonte 5/12/2019 – O Circuito Municipal de Cultura reafirma o compromisso da Prefeitura de Belo Horizonte com as políticas públicas de cultura para a cidade. Fabíola Moulin

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura (FMC), em parceria com o Centro de Intercâmbio e Referência Cultural (CIRC), lança o Circuito Municipal de Cultura. O projeto irá ocupar equipamentos culturais, parque e praças da cidade, além da Zona Cultural Praça da Estação e do Território L4 (Alto Vera Cruz, Granja de Freitas e Taquaril – na Regional Leste), com uma programação formada por diversas linguagens artísticas e para várias faixas etárias. Serão mais de 150 atrações artísticas e formativas, locais, estaduais e nacionais, em 12 meses de programação, cumprindo o papel de descentralizar e valorizar a cultura regional. O lançamento acontecerá em dezembro, dentro das comemorações dos 122 anos de Belo Horizonte. Nos dias 6, 7 e 8 atrações culturais vão ocupar o Viaduto Santa Tereza e nove centros culturais; no dia 12, o Circuito apresenta performance em videomapping Roda de Força, com VJ Suave, e show do cantor Jorge Ben Jor com grandes sucessos da carreira, na Praça da Estação. Toda programação é gratuita.

Potencializar a programação cultural e artística de Belo Horizonte, por meio da valorização da produção local e de atrações relevantes do cenário cultural brasileiro, de forma descentralizada para atender a todas as regiões da cidade. Essa é a proposta do Circuito Municipal de Cultura, projeto que visa elevar e dar visibilidade ao potencial cultural da capital.

Durante 12 meses, mais de 150 atividades, entre atrações artísticas e ações formativas nos setores do teatro, dança, circo, música, literatura, artes visuais, audiovisual e culturas tradicionais e populares, vão ocupar os equipamentos culturais da Fundação Municipal de Cultura: centros culturais, teatros, museus, Centro de Referência da Cultura Popular Lagoa do Nado, bibliotecas, Mis Cine Santa Tereza, Escola Livre de Artes, além de parques e praças da cidade, da zona cultural Praça da Estação e de três bairros que integram a Regional Leste de Belo Horizonte (Território L4): Alto Vera Cruz, Granja de Freitas e Taquaril, regiões que apresentam maior índice de vulnerabilidade juvenil da cidade.

Para a presidente da Fundação Municipal de Cultura, Fabíola Moulin, o lançamento do Circuito Municipal de Cultura reafirma o compromisso da Prefeitura de Belo Horizonte com as políticas públicas de cultura para a cidade. “O projeto consolida todo um esforço desta gestão em promover a democratização do acesso a uma ampla programação artística-cultural diversa e expressiva produzida em Belo Horizonte, Minas Gerais e no Brasil. Dessa forma, é possível trabalhar um calendário anual, contínuo e em perspectiva com o desenvolvimento da cidade e do país”, afirma a presidente.

Circuito Municipal de Cultura – Seleção

A programação do Circuito Municipal de Cultura irá considerar a vocação de cada espaço, as demandas das comunidades do entorno, a diversidade do público quanto a faixa etária, hábitos culturais, experiências estéticas e ocupação territorial. Cumprindo o papel de descentralizar e valorizar a cultura regional, o projeto irá apresentar trabalhos de diversos artistas mineiros. Para participar, os interessados devem inscrever as suas propostas artísticas ou de formação nas áreas culturais pelo site www.circuitomunicipaldecultura.com.br a partir de janeiro de 2020.

A seleção dos artistas será realizada por uma comissão curadora, formada por representantes da sociedade civil e do poder público, que também fará a curadoria das atrações nacionais. Estão previstas 151 atrações, sendo 90 locais, 12 estaduais, 24 nacionais, além 24 atrações formativas e uma atração formativa internacional.

Para Juliana Sevaybricker, presidente do Centro de Intercâmbio e Referência Cultural (CIRC), “o Circuito Municipal de Cultura é um projeto que propõe à cidade de Belo Horizonte a construção coletiva de fluxos de saberes e fazeres e de ocupação dos espaços públicos para criar uma rede de trocas e novas perspectivas para a formação, criação, difusão e fruição no campo da cultura na capital.”

INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA
Cria Comunicação

Cristina Sanches
[email protected] | (31) 98489 2098
Rosely Berto
[email protected] | (31) 99955-5958

CIRCUITO MUNICIPAL DE CULTURA
Programação de lançamento

Dia: 06/12 – Sexta feira
Local: Viaduto Santa Tereza

19h e 20h – VJ Suave – “Suaveciclo” (Audiovisual – São Paulo)
Suaveciclo é um triciclo audiovisual adaptado com projetor, computador, caixa de som e baterias. As projeções iluminam paredes, árvores, calçadas, lagos e propõem de forma lúdica a interatividade dos desenhos de luz com o público, criando momentos únicos entre a cidade e o espectador.

19h30 – Tamara Franklin (Música – Belo Horizonte)
Nessa apresentação, Tamara revela seu olhar ao congregar RAP, samba, reggae, baião, tambores e cantos africanos em um único show. A artista alcançou reconhecimento em Minas Gerais, principalmente por sua versatilidade ao transitar entre os vários segmentos da música negra e popular com o RAP.

20h30 – Rincon Sapiência (Música – São Paulo)
Artista de grande destaque na atual cena da música brasileira, Rincon garante que o show do seu segundo álbum está pautado pela musicalidade do pop contemporâneo africano.

Dia 07/12 – Sábado
Local: Centro Cultural Nordeste – Usina de Cultura

10h – Banquete Público – “Comer pela Memória: um possível lugar de experimentações” (Gastronomia – Belo Horizonte)
Comer pela memória é um projeto da cozinheira e pesquisadora Patrícia Brito, que busca nas comunidades tradicionais formas de fazer e comer pelas narrativas orais. Por meio da experimentação alimentar, pretende-se estimular o paladar e as memórias de quem participa de forma a propiciar sabores e formas em um jogo estético.

Local: Centro Cultural São Bernardo

9h às 18h – VJ Suave – “Floresta Encantada” (Audiovisual – São Paulo)
A instalação interativa proporciona uma conexão com a energia invisível da natureza, um resgate à nossa essência cultural e ao autoconhecimento. O projeto é uma ponte para o contato com sabedorias ancestrais através da experiência sensorial da realidade virtual. Ao colocar os óculos, o espectador é transportado para a Floresta Encantada, lar de energias místicas e elementos marcantes da cultura, fauna e flora

Website: http://www.circuitomunicipaldecultura.com.br

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.