BBB19: Paula e Rodrigo serão ouvidos pela policia

Bacharel em Direito é acusada de injúria por preconceito contra o cientista social

BBB19: Paula e Rodrigo serão ouvidos pela policiaPublicado em 9 abr, 2019 - 22:55 por Redação BR

Mais uma formação de paredão se aproxima no BBB19, no próximo domingo (24), e Paula Rodrigo podem estar entre os emparedados. Conforme foream eliminados serám interrogados por Gilbert Stivanello, delegado titular da DECRADI (Delegacia de Combate à Intolerância Religiosa) assim que chegar ao hotel. “Vou ouvi-los no momento em que um deles venha a ser desclassificado. Ou, quando o programa encerrar, vou ouvi-los no hotel em que eles ficam de quarentena”, disse o delegado a redação. A sister, que é Bacharel em Direito, é acusada de injúria por preconceito contra Rodrigo. Ela disse ter medo do cientista social, “porque ele sabe cada Oxum dele lá”. Oxum é uma orixá cultuada no candomblé e também na umbanda, religiões de origem africana. “A princípio, o motivo do preconceito seria intolerância religiosa”, afirmou Gilbert.

Leia Também  Leo Dias explica o que aconteceu com Mileide e Thyane em sua tarde de autógrafo

“Se o procedimento vai aguardar a oitiva (termo jurídico que significa ouvir as testemunhas ou as partes que estão envolvidas em um processo judicial) do Rodrigo, não tem por que eu proceder a oitiva da Paula antecipadamente, penalizando-a também. Vamos aguardar e assim que um deles for eliminado será ouvido no hotel na quarentena. Mesmo que algum deles venha a vencer, será ouvido logo depois. Isso já está ajustado com a emissora. Não tem necessidade de causar prejuízo adicional a qualquer um dos participantes. Decidi aguardar o momento oportuno para ouvi-los. Eles não vão fugir, desaparecer, não estão sob risco de nada”, argumentou.

Leia Também  Tais Araújo estreia como apresentadora do 'Popstar' e web vibra

Foto: Globo/Victor Pollak