A ascensão das mulheres em cargos de liderança

               A ascensão das mulheres em cargos de liderançaPublicado, 8 mar, 2019 - 19:36 por Redação BR

A importância da mulher no mercado de trabalho é um tema que tem conquistado espaço nos últimos anos. No entanto, o assunto continua extremamente atual com a proximidade da data que mais ilustra a força feminina no mundo – o Dia Internacional da Mulher, celebrado hoje, dia 8 de março.

“O dia da mulher vai muito além da data, é uma jornada para conquistar seus objetivos pessoais e coletivos e o merecido espaço de relevância no mercado de trabalho. Temos a honra de ser um exemplo em ações que reconheçam a força e a presença da mulher”, afirma Marcelo Nóbrega, Diretor de Recursos Humanos do McDonald’s.

Na empresa, essa jornada feminina para alcançar posições de destaque se mostra cada vez mais efetiva e cerca 60% dos cargos de liderança nos restaurantes são ocupados por elas. Dentro da rede McDonald’s o plano de carreira é apresentado desde o início – que, para muitos, significa o primeiro emprego. Prova disso é o número elevado de Gerentes que começaram na função de Atendentes de Restaurante e foram se desenvolvendo ao longo do tempo, crescendo diversas posições, o que significa que todos têm a mesma importância e chances de crescimento.

Exemplo dessa realidade, Lívia Fernandes, Diretora de Operações do McDonald’s Brasil, é responsável por 450 restaurantes e 15.000 colaboradores. Lívia começou na companhia com apenas 15 anos, como Atendente. Atualmente, há 27 anos na empresa, ela acumula passagem por diversas funções, uma graduação em Marketing e muita história para contar – principalmente dos tempos em que trabalhava todos os dias no restaurante. Desde o

segundo semestre de 2018 ocupa o cargo de Diretora, posição que conquistou por meio de muita dedicação e estudo.

Confira abaixo os principais conselhos de Lívia para o sucesso na carreira:

Hoje nós temos algumas mulheres que são referência no mundo dos negócios. O que você pensa sobre isso? Você já passou por um grande desafio por ser mulher?
Eu fui promovida à Gerente de Operações sete meses depois que minha segunda filha nasceu e um mês depois que voltei de licença. Era a oportunidade que eu mais queria na vida e precisei me organizar para dar conta destes dois momentos tão importantes ao mesmo tempo. E eu consegui. Ser mulher é poder tudo: trabalhar, ser mãe, viajar, liderar uma equipe. Somos extremamente competentes, fazemos bem feito e conseguimos resultados duradouros quando nos dedicamos. Hoje, das 15 mil pessoas que estão abaixo do meu “guarda-chuva”, na gerência das unidades, 60% são mulheres. E são mulheres guerreiras, que estão à frente de negócios grandiosos. O restaurante da rede que mais vende no Brasil, por exemplo, é comandado por uma mulher.

O que te inspirou a se tornar quem você é hoje na empresa?

As pessoas sempre me inspiraram. Aqui nós lidamos com pessoas de diferentes perfis e realidades: que moraram na rua, que não têm uma geladeira em casa, que fazem sua principal refeição no McDonald’s. É tão bom poder ajudar a desenvolve-las, vê-las crescendo, mudando de vida. E tudo o que me inspira aqui eu levo para a casa, como a disciplina e esse espírito de equipe que faz qualquer resultado acontecer.

Alguma dica para outras mulheres que estão começando ou mesmo no meio do caminho?

Nunca desista de seus sonhos e sempre seja você mesma, em total transparência com a sua essência. Não existe idade para começar, por isso sempre aprenda coisas novas e se voluntarie nos projetos mais difíceis, porque o processo de desenvolvimento é uma espiral que não tem fim. A competência é algo valioso e pessoal, então é muito importante sempre se dedicar ao máximo para entregar o melhor que pode. E nunca esqueça de conciliar a vida profissional com a vida pessoal, porque se cuidar, fazer academia, meditar, ler e estar com a família nos faz mais felizes e bem-humorados.

Como equilibrar as rotinas em casa e no trabalho?

Tenho usado muito a tecnologia ao meu favor. O objetivo é estar sempre perto: do time, dos clientes e da família. Sou mãe, sou esposa e sou mulher. Faço questão de participar do dia a dia dos meus filhos, Luan, de 16 anos, e da Mel, de 10 anos, e nem por isso deixo nada a desejar no meu trabalho. Mas isso requer um planejamento rígido de horários, agendas pré- estabelecidas e, inclusive, o dom de saber falar “não” quando necessário.

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo, tanto em vendas totais do sistema como em número de restaurantes. A Companhia é a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe, com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios, incluindo Argentina, Aruba, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Curaçao, Equador, Guiana Francesa, Guadalupe, Martinica, México, Panamá, Peru, Porto Rico, St. Croix, St. Thomas, Trinidad & Tobago, Uruguai e Venezuela. A Companhia opera ou franqueia mais de 2.180 restaurantes McDonald’s com mais de 90.000 funcionários e é reconhecida como uma das melhores empresas para se trabalhar no América Latina. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia visite a seção de Investidores de nosso site: www.arcosdorados.com/ir

Leia Também  Cinco dicas para ter uma hamburgueria de sucesso

Abaixo personagens da nossa região:

Campinas – Tatiana de Paula Fiuza Chimitt, 36 anos – Gerente de Unidade de Negócios

Com 18 anos de empresa, Tatiana de Paula Fiuza Chimitt, de 36, Gerente de Unidade de Negócios do restaurante na Lagoa do Taquaral, em Campinas, tem muito a comemorar. “Fico feliz em fazer parte desse momento tão especial para a marca McDonald’s no Brasil. Fazer parte desse momento com 18 anos na empresa me faz sentir muito valorizada como mulher. Aprendi muito durante esses anos, mas o principal é o respeito com a toda equipe”, diz ela antes de contar a sua trajetória. Tatiana entrou na empresa aos 18 anos. Foi o seu primeiro emprego registrado. Começou na carreira como Atendente e depois de três anos foi promovida a treinadora. Com muito esforço e dedicação foi promovida novamente a coordenadora. “Fiquei no mesmo cargo durante três anos e quando o franqueado inaugurou uma nova loja fui promovida a Gerente de Plantão”, relembra.

“Novamente passei por novos desafios e com muita perseverança fui mais uma vez reconhecida. Nesse restaurante passei por vários momentos que foram importantes para minha vida profissional. Em 2017, recebi a grande oportunidade de inaugurar o novo restaurante na Lagoa do Taquaral em Campinas, onde estou há um ano aprendendo muito”, disse. “Me sinto uma pessoa realizada na minha vida profissional e pessoal. Todos esses anos somaram diversas conquistas e uma delas foi o nascimento do meu filho Matheus. Nesse momento pensei que não conseguiria conciliar a rotina de trabalho com a maternidade, mas com muita determinação e ajuda da empresa fui capaz de liderar na vida pessoal e profissional. Foram várias conquistas que me fazem acreditar que nós mulheres somos capazes de liderar em uma empresa tão grande como o McDonald’s. Nestes 18 anos a palavra que resume tudo é gratidão”, agradece.

Sorocaba – Sibele Rosa da Silva, 33 anos

Sibele Rosa da Silva, de 33 anos, tem 15 deles dedicados a diversos restaurantes pelos quais passou. Muito tímida e com apenas 18 anos ela começou a carreira. “Entrei para o McDonald’s sem nenhuma experiência e muito assustada com tudo que viria pela frente”, lembra. Com apenas com dois anos de empresa, ela teve mudanças radicais na vida profissional. “Foi nítido naquele momento, o quanto trabalhar em uma rede tão sólida faria diferença e me traria evolução”, conta. Nessa época, ela já havia conquistado um cargo gerencial. “Com 20 anos me tornei coordenadora de equipe, um passo muito importante, porque me lembrava de que eu poderia conquistar qualquer coisa que quisesse a partir dali”, disse.

Atualmente ela é Gerente de Unidade de Negócios do restaurante que fica no bairro Wanel Ville, em Sorocaba. “Nunca imaginei chegar onde estou. Não tenho palavras para expressar tudo isso. Há quase duas décadas, o McDonald’s não me deu só um emprego, ele mudou a minha vida. Hoje eu sou uma pessoa mais forte e de atitude, desde o meu relacionamento com os funcionários, até com os clientes”, ressalta. Sibele conta que quando vê os funcionários conquistando seus sonhos, lembra de quando isso aconteceu com ela. “As conquistas dos meus funcionários, são minhas também”, afirma.

Respeito e igualdade com a mulher

Como mulher, ela conta que sempre foi tratada com muito respeito e igualdade pela empresa. “Tanto por ser mulher como por ser negra”, destaca. “Na vida eu nunca sofri ou tive preconceito. Pode ser sorte, mas eu sou uma pessoa que enxerga todos da mesma forma. Deve ser por isso”, ressalta. Segundo ela, uma das importantes visões do McDonald’s é

trabalhar com pessoas, para pessoas. “Esse conceito sempre fez parte da minha vida e dentro da empresa, não existe espaço para nenhum tipo de discriminação, nem por sexo, nem cor, muito menos sexualidade”, afirma.

Mais informações:

Mendes & Nader Comunicação Corporativa e Responsabilidade Social