06/06/2019

Andrea Beltrão reestreia ‘Antígona’ no RJ

Andrea Beltrão reestreia ‘Antígona’ no RJPublicado em 6 jun, 2019 - 19:26 por Redação BR

A partir desta quinta-feira, a atriz Andrea Beltrão retorna aos palcos com Antígona, montagem que reitera a atualidade impressionante do texto escrito há mais de dois mil anos por Sófocles.

No espetáculo,  a atriz interpreta a personagem-título da trama: uma jovem princesa que enfrenta a ordem do rei Creonte que ordena que ela deixe seu irmão, que lutou na guerra, sem sepultura. Ao desobedecer a determinação real, ela paga com a própria vida. É estabelecido, então, o confronto entre o Estado e o cidadão.

Eleita a Melhor Atriz pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) pelo espetáculo, a atriz encontrou um tempo na rotina de ensaios e conversou por e-mail com CONTIGO!. Na breve conversa, ela avalia as apresentações da montagem pelo país e torce para que um dia os traços realistas da tragédia de Sófocles fiquem no passado.

Na montagem, você tem à disposição figurino e cenário de certa forma simples. Como é o desafio de se mostrar tão exposta em cena? 

O teatro permite todo tipo de aventura. No palco, podemos ser um rei, um deus, um dragão, uma jovem princesa, um sábio de 500 anos, uma criança. A escolha por elementos simples traz liberdade. E a platéia pode imaginar e interpretar da maneira que quiser. Contar com a inteligência da plateia e suas observações é que faz do espetáculo uma conversa viva.

Neste todo tempo em cartaz, há alguma reação do público que te marcou?

É sempre marcante. O público se sente livre para reagir, intervir, se manifestar. É uma conversa aberta e franca. ​

Esta montagem estabelece um diálogo com temas atuais. O que você espera que o espetáculo cause no espectador? Qual foi o seu incentivo ao decidir atuar nesta montagem?

É impressionante e também lamentável que um texto escrito há 2500 esteja ainda tão atual e pulsante. Isso diz muito a nosso respeito. Caminhamos muito pouco ou quase nada. Espero que um dia essa peça seja apenas uma lembrança de uma história, apagada pelo tempo. Tenho esperança de que isso aconteça. Quando tivermos escolas livres e laicas, e quando o sol nascer para todos. Acho que não será hoje. Nem amanhã. Mas um dia. Esse dia chegará.

 

SERVIÇO

Antígona

Com Andréa Beltrão

De 06 de Junho a 28 de Julho no Teatro Poeira – R. São João Batista, 104 – Botafogo, Rio de Janeiro – RJ

(quinta a sábado às 21h, domingo às 19h)

Duração: 60 minutos

Classificação Indicativa: 14 anos

 

 

 

 

Foto:Divulgação