10/05/2018

Abre exposição “A casa de Madeira” na Feira na Rosenbaum

Abre exposição “A casa de Madeira” na Feira na RosenbaumPublicado em 10 maio, 2018 - 11:05 por Redação SP

Até 12 de maio a Feira na Rosenbaum realiza uma nova edição da Feira de Todas as Mães com a exposição inédita “A casa de Madeira” sobre a madeira que ocupará o primeiro andar do museu. A curadoria foi pensada com o propósito de transformar o A Casa – Museu do Objeto Brasileiro em uma casa de mãe, casa que recebe, que alimenta, que faz querer ficar e voltar. Uma edição menor, mais conceitual, com as marcas que já são clássicos da Feira apresentando novas criações e mais uma seleção especial de novos nomes.

Leia Também  O consultor Eduardo Mello esclarece sobre transição de carreira

Na Feira de Todas as Mães, Rosenbaum surpreende apresentando ao público, pela primeira vez, uma exposição criada em parceria com os designers e artistas expositores, que acontecerá durante a Feira no piso superior do Museu A Casa.

Exposição “A casa de Madeira” - Crédito Fotos: Danilo Koshimizu

Exposição “A casa de Madeira” – Crédito Fotos: Danilo Koshimizu

+ Sobre A Casa de Madeira
Quando começamos a pensar sobre o caminho conceitual que serviria de guia para uma exposição em homenagem às mães, nos debruçamos a refletir sobre uma volta ao útero, à essência. E assim chegamos à ideia de Casa e Madeira, por suas relações tão significativas em ser receptáculos e matrizes, como Mãe.

Mãe é a segurança do abrigo, do calor, do aconchego. Mãe é casa, portanto. Dela surge a vida, como a Terra, de onde brota a Madeira, a matéria primeira por excelência.

Na Feira Rosenbaum o que nos move é a construção do poder coletivo pensado como bosque ou floresta, um centro de vida uma reserva de frescor, de água e calor unidos. Uma espécie de útero enquanto fonte de renovação e maternidade, onde cada designer é árvore.

Completar à ideia de símbolo feminino, Casa é refúgio proteção e seio maternal.

Tudo isso nos motivou a convidar os designers aqui presentes a embarcar na reflexão sobre as relações entre matéria-prima e construção, nessa delicada homenagem a elas de quem somos frutos.

Mãe, nossa Casa de Madeira.

Jackson Araujo

Concultor criativo

+ Sobre a Feira na Rosenbaum
A primeira edição da Feira na Rosenbaum aconteceu em um momento em que designers estavam começando a sair de grandes marcas e irem para seus próprios ateliês. A Feira cresceu junto com esses profissionais e com esse movimento independente de artistas e designers de levarem seus trabalhos para públicos para além de seus ateliês – muitas vezes localizados em suas casas.

A Feira, além da curadoria de expositores que busca trabalhos alinhados com o propósito de expor a alma brasileira, cria uma atmosfera multissensorial em cada edição, que inclui uma narrativa visual, sabores, música, cheiros e encontros em uma energia de casa, de acolhimento.

“A Feira na Rosenbaum tem uma curadoria forte. A primeira Feira que eu fiz achei muito interessante em expor os produtos de todos os artistas de forma ‘misturada’. Era uma delícia! Eram muitas coisas novas e cada cantinho conversava os objetos entre si. Não era apenas o espaço: sempre existiu uma conexão entre os expositores e uma narrativa visual na Feira – a criação de uma atmosfera. Criamos uma rede entre os expositores, onde um dá apoio ao outro, cuida do espaço do outro. Uma energia muito boa, de fazer juntos”. Cris Rosenbaum.

www.facebook.com/feirarosenbaum
www.instagram.com/feiranarosenbaum/

+ Sobre Cristiane Rosenbaum
Cristiane Miranda Rosenbaum estudava direito quando teve os primeiros contatos com a moda trabalhando em lojas como Fórum, Zoomp e Carmin. Trancou a faculdade e começou a estudar moda, passando pela primeira turma de moda do SENAC e depois pela Saint Martin – University of the Arts London. De volta ao Brasil passou a trabalhar como assistente de estilo na marca Huis Clos. Como estilista e coordenadora de estilo colaborou com marcas como Atitude, Side Walk, Siberian, Arezzo e Naka. Em 2003 montou, junto da sócia Tatyana Takasse, a marca de roupas infantis Santa Paciência. Em 2012 organizou a primeira Feira no escritório de design Rosenbaum com 100% da renda revertida para o projeto A Gente Transforma, criado pelo designer Marcelo Rosenbaum. A Feira seguiu um caminho por esses 5 anos de história guiada pelo olhar da Cris, que foi organicamente encontrando a identidade e o lugar onde a Feira deveria estar. Hoje, Cris continua se dedicando a produzir a fazer a curadoria de expositores da Feira na Rosenbaum.

SERVIÇO
A Casa – Museu do Objeto Brasileiro
Data: Até a 12 de Maio
Horário: 10:00 as 18:30
Avenida Pedroso de Morais, 1216 Pinheiros.
Forma de pagamento: dinheiro e cartões de débito e crédito
Entrada gratuita e livre

https://www.facebook.com/feirarosenbaum
https://www.instagram.com/feiranarosenbaum/

Sem categoria