Confira aqui no EGOBrazil a crítica do filme ” Vidro “

Nosso crítico especializado Rogério Fidalgo faz a análise do filme Vidro

               Confira aqui no EGOBrazil a crítica do filme ” Vidro “Publicado, 23 jan, 2019 - 11:26 por Newma Santiago

A franquia do diretor e roteirista indiano M Night Shyamalan retorna depois de 16 e 19 anos com uma história que deu muito o que falar quando foi realizada, estamos falando da franquia de filmes Corpo Fechado(Unbreakable), Fragmentado(Split) e agora Vidro(Glass), no qual ele traz de volta os personagens David Dunn(Bruce Willis), e Elijah Price(Samuel L Jackson), que agora se unem ao personagem Kevin Wendel Crumb(James McAvoy) que nos foi apresentado em Fragmentado

O filme Vidro conta a história de que David Dunn se tornou um vigilante defendendo a população, e no qual ele acaba cruzando com Kevin Wendel Crumb, e ambos vão parar numa instituição, que também reside Elijah Price, que no filme Corpo Fechado, descobrimos ter cometido atrocidades e vários crimes para encontrar pessoas com habilidades.

 

Uma coisa bem interessante no filme é o retorno dos personagens dos outros filmes como Joseph, o filho de David Dunn em Corpo Fechado(interpretado novamente pelo ator Spencer Treat Clark), a mãe de Elijah Price em Corpo Fechado(interpretada novamente pela atriz Charlayne Woodard), e Casey, a vítima de Kevin Wendel Crumb em Fragmentado(interpretada novamente pela atriz Anya Taylor-Joy)

O Diretor e Roteirista de ambos os filmes começa a se reinventar recriando seus filmes iniciais, que o lançaram para o estrelato, pois há 20 anos ele lançava o filme O Sexto Sentido, que revolucionou muito seu nome e obra, logo após veio Corpo Fechado, seguido de filmes medianos como Sinais e A Vila, passaram-se muitos anos, até o nome de Shyamalan voltar a ser lembrado como uma grande mente criativa de Hollywood.

Com uma visão intimista sob a Trilogia, que parece estar completa e encerrada nos levando a crer que pode ser que não haja sequências, e que se encerre nesse filme, assim como Poderoso Chefão 3, que levou quase 15 anos para encerrar sua obra cinematográfica.

O filme por si só conseguiu reviver as narrativas dos outros filmes, incluindo trazendo cenas não utilizadas no filme Corpo Fechado, mas a união desses 3 personagens em um hospital psiquiatrico, no qual a Dra Ellie Staple tenta convercer a todos, que eles não são diferentes das outras pessoas.

O filme pode vir a não agradar a muitos, pois seu final surpreende pela dúvida e incerteza sobre como seria possível prosseguir com essa franquia, mas o que se pode dizer é que tudo é possível, pois se foi possível para Star Wars prosseguir, não seria impossível pensarmos em uma continuação desse universo criado por Shyamalan

 

Nota para o filme 8.5

 

Crítica por Rogério Fidalgo

Fotos: Divulgação

Sem categoria