16/05/2018

Sancler Frantz A Miss que o povo escolheu

Sancler Frantz A Miss que o povo escolheu

Vencedora de muitos concursos de beleza, se destacando mundialmente ao representar o Brasil no Miss World 2013, que aconteceu na Indonésia,  Sancler fez sua despedida nas passarelas de concurso de beleza representando sua cidade natal, Arroio do Tigre no Miss Rio Grande do Sul 2018. O concurso aconteceu em forma de reality show transmitido pela Band RS, e mesmo Sancler sendo a favorita ao título pelo público e pelas provas apresentadas, como desfiles e entrevista, não foi escolhida pelo corpo de jurados.

Famosos como Miss Brasil Raissa Santana, Jaqueline Grohalski do BBB 2017, e misses de vários estados, inclusive ex misses Rio Grande do Sul, estão inconformado questionando o resultado do concurso.

Sancler segue seus projetos e diz que mesmo sem competir, vai continuar mostrando qual é o verdadeiro papel de uma miss na sociedade. Ela pretende escrever um livro onde contará todas as suas experiências em concursos de beleza, e bastidores, desvendando muitos fatos desconhecidos nesse meio.

Sempre se destacando pelo favoritismo do público, Sancler no Miss World, liderou as apostas na bolsa de valores de Londres, como a favorita para Vencer, agora novamente é considerada a “Miss que o povo escolheu”, ou “Miss do Povo”, como chamam seus fãs.

O vestido vermelho usado por Sancler no concurso em sua despedida será leiloado. 70% do valor arrecadado será destinado a ONG a qual ela é madrinha, chamada Fraternidade Sem Fronteiras,  que trabalha em projetos no Brasil, Madagascar, Moçambique e Senegal. A ONG atua na implantação de centros de acolhimento nos lugares mais pobres do mundo, atualmente proporcionando amparo a mais de 12 mil crianças e nove mil órfãs e 30% será destinado a materiais didáticos para uma escola de sua cidade natal.

“Eu fico muito feliz com o carinho do público, acredito que seja o melhor reconhecimento que alguém pode ter nesse meio, já que uma miss é uma porta voz e representante do povo.”, declara Sancler.

Fotos: Rogério Tonello