Sue Ann, Tem Jazz, Borzeguim e Mojave são alguns dos clássicos que serão interpretados pela orquestra e gaitista

A obra de Tom Jobim será revisitada de forma bem peculiar através do encontro da Orquestra de Sopros Pro Arte com o gaitista Gabriel Grossi, no dia 15 de junho, sexta-feira, no Teatro Ipanema. Os timbres da Orquestra de Sopros em comunhão com a gaita vão promover uma combinação musical diferenciada através da apresentarão de algumas obras-primas do maestro revestidas com arranjos originais, como Sue Ann, Tema Jazz e Mojave entre outras, além de temas dos diretores musicais Raimundo Nicioli e Lourenço Vasconcelos e dos músicos Kiko Horta, Marcelo Caldi e Thiago Pires.

Este encontro especial teve início em dezembro de 2017 no palco o próprio Instituto Tom Jobim, no Jardim Botânico, com grande sucesso. Com direção musical de Claudia Ernest Dias, Raimundo Nicioli e Lourenço Vasconcelos, a Orquestra de Sopros da Pro Arte vem realizando importantes apresentações e homenagens, ao longo de quase três décadas de existência.

O SOPRO DA EDUCAÇÃO E DA RENOVAÇÃO

Em 1989, um grupo de crianças e jovens estudantes de música dos Seminários de Música Pro Arte, no Rio, se reuniu sob a batuta das professoras de flauta, Tina Pereira e Claudia Ernest Dias. Tina Pereira, nascida em São José dos Campos, fez especialização em Educação Musical em Salzburg, Áustria e queria aplicar o método aprendido no Instituto Orff. Começou então a usar as canções da MPB como material didático. Nasciam ali os Flautistas da Pro Arte, que fizeram sua primeira apresentação no Paço Imperial, homenageando Dorival Caymmi.

LEIA TAMBEM  MCs se preparam para a sua primeira turnê na Europa

De tão envolvente, pioneiro e proveitoso, o trabalho consolidou-se rapidamente como prática artística e educativa e em poucos anos contava com um grande número de pequenos músicos desenvolvendo seus dotes pelos caminhos da extraordinária riqueza da Música Popular Brasileira.

Além da prática dos vários instrumentos de sopro, o grupo desde o princípio já aprendia também a cantar, dançar e se movimentar no palco. Os projetos se sucederam, homenageando compositores como Caymmi, Chico Buarque, Villa-Lobos, Radamés, João Bosco, K-Ximbinho, Lamartine, Ary Barroso, Noel Rosa e muitos outros.

Em 2004, o projeto contava 70 integrantes e a diretora Tina Pereira resolveu dividir o grupo em dois, criando, portanto, os Flautistas da Pro Arte (herdeiro do nome do projeto), onde permaneceram os alunos mais novos, e a Orquestra de Sopros da Pro Arte, formado pelos integrantes mais velhos.

Tendo sempre à frente Tina Pereira, Claudia Ernest Dias e Raimundo Nicioli, o novo grupo teve sua estreia com o espetáculo “A Bênção, Baden!” na Sala Cecilia Meireles, palco nobre da música no Rio.

Gabriel Grossi

Gabriel Grossi

Serviço

Orquestra de Sopros Pro Arte e Gabriel Grossi

Local: Teatro Ipanema

Data: 15 de junho, sexta-feira

Horário: 21h

Endereço: Rua Prudente de Moraes, 824 – Ipanema (metrô Praça Nossa Senhora da Paz)

Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)

Faixa etária: Livre

Telefone: (21) 2267-3750*

*A bilheteria e o teatro  abrem 1h antes do espetáculo, às 20h.

Apresentação no Youtube: