Tudo começou com uma despretensiosa indireta que Ludmilla mandou para um crush, num post do Instagram, usando o esboço de uma música dos MCs Pupio e Doguinha. Minutos depois, “Din din din” caiu no gosto do povo. Sucesso nacional, a canção bate um recorde atrás do outro: é a oitava mais baixada no Spotify Brasil, com quase 400 mil acessos; a mais pedida em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte; seu clipe tem mais de 48,5 milhões de visualizações; e a canção é a número 1 do Itunes Brasil.

— “Din din din” surgiu de uma grande brincadeira. Quando postei o vídeo (com 5,6 milhões de cliques), fiz uma provocação. Repercutiu tanto que vi ali uma música inteira. Até agora, a indireta não deu certo, mas não encontrei com a pessoa ainda — lamenta ela, que procurou os autores do refrão para finalizar a obra, lançada oficialmente no último dia 21.

Enquanto ela segue sem encontrar o alvo da indireta — na verdade, mais direta impossível —, o número de shows aumenta e o alcance de “Din din din” também. Nos quadros desta página, artistas elogiam o hit. E nas redes, anônimos e famosos começaram a fazer adaptações, cada um mandando seu recado.

“Essa merece medalha de ouro”, festeja Ludmilla, no Instagram.

Com ‘Din din din’ Ludmilla ainda não agarrou o crush, mas volta a ser fenômeno

Elza Soares
Elza Soares Foto: Bárbara Lopes / Agência O Globo

‘‘É importante ter músicas como essa falando da força da mulher. Fico feliz que tenha uma geração de cantoras perpetuando este discurso. Afinal, Deus é mulher, meu bem! ( risos)”, diz Elza Soares.

Jojo Todynho, cantora
Jojo Todynho, cantora Foto: Leo Martins / Agência O Globo

“Essa música provoca o homem a se posicionar, assumir. A mulher precisa cobrar essa postura dele. Comigo é assim: Entra, ou não fica na porta atrapalhando a passagem”, provoca Jojo Todynho.

Valesca Popozuda, cantora
Valesca Popozuda, cantora Foto: divulgação

“Trazer o poder feminino para o primeiro plano é mostrar que ninguém deve dizer o que podemos ou não fazer. Devemos fazer e ponto!”, reforça Valesca Popozuda.

Helga Nemeczyk, atriz
Helga Nemeczyk, atriz Foto: Marilia Cabral/Rede Globo/Divulgação

“A música é bem dançante, fica na cabeça. E é legal também porque fala daquela situação em que o cara fica naquele chove-não-molha com a mina. Amigo, pega na mão e assume!”, brinca Helga Helga Nemeczyk.

Guilhermina Libanio, atriz
Guilhermina Libanio, atriz Foto: divulgação

“Acho a música incrível! Ela manda o papo mesmo. O mais legal é ver todo mundo se identificando. Todo mundo quer dizer pro crush e Ludmila disse pela gente”, elogia Guilermina Libanio, a Úrsula de “Malhação”.

 

Divulgacao