15/05/2018

Após sucesso nos palcos, “Papo com o Diabo” chega às livrarias em maio.

Após sucesso nos palcos, “Papo com o Diabo” chega às livrarias em maio.
Escrita pelo jornalista e crítico teatral Bruno Cavalcanti, a peça “Papo com o Diabo” ganha novelização lançada pela editora Giostri.
 
“Como seria se Deus sofresse uma crise de identidade e a culpa do mundo caísse sobre o Diabo?”. Esta é a premissa que levou o autor e premiado jornalista Bruno Cavalcanti a escrever o texto de “Papo com o Diabo”. Primeiramente apresentado ao público em formato teatral, a peça esteve em cartaz na cidade de São Paulo por duas temporadas, sob a direção de Elias Andreato e interpretação de Eduardo Martini, e agora, a adaptação literária de “Papo com o Diabo” ganha formato físico e chega às livrarias virtuais.
 
Com um título sugerido por Andreato, partindo do original “Carne e Osso – Um Papo com o Diabo”, o enredo, com citações a cultura pop – principalmente brasileira –, a política e a sociedade, apresenta um protagonista boa praça, daqueles para se tomar um café ou uma cerveja e conversar por horas. A representação avessa a maneira como o Diabo costuma ser retratado proporciona a ironia e a comédia da obra, que dá a liberdade em seu texto de o público leitor se sentir à vontade e intrigado com este porta-voz tão carismático. 
 
É com essa atitude que o Diabo se defende das acusações que recebe e, o mais importante, contesta sua participação nas mazelas do mundo, propondo questionamentos acerca da natureza humana. 
Levando em conta as crises existenciais que Deus provavelmente enfrentaria nos dias de hoje, Bruno Cavalcanti revisitou as estórias de Jó, do dilúvio, as pragas bíblicas em geral, e resolveu explorar a partir daí como o Diabo se sentiria em face de tudo isso, “Afinal a culpa cai sempre em cima dele.”, explica o autor.
 
A experiência inédita de transformar seu mais recente texto em livro foi uma sugestão da atriz Maitê Proença, com este apoio, somado ao da também atriz e autora Pitty Webo, Cavancati fechou contrato com a editora Giostri, responsável por publicar os livros de ambas atrizes no ano passado, e optou por lançar a versão do texto original. Mantendo a leveza e o dinamismo já conhecido dos palcos, o diferencial da adaptação literária está na narrativa em forma de crônica – estilo preferido do autor -, que dá um novo tom à obra sem abrir mão da intenção.
 
Esta não é a primeira vez que o polivalente Bruno Cavalcanti, reconhecido por se dividir em várias áreas do mercado cultural, compartilha sua carreira como crítico teatral com as páginas dos livros. Como cronista, ele editou pela Saraiva o e-book “Crônicas de um Jovem Jornalista”, pelo qual ganhou em 2013 o Prêmio Jovem Jornalista e foi indicado a dois prêmios Qualidade SP. Escreveu também de forma independente “Porque a Gente é Assim – Música Popular e Comportamento”, em que analisa a influência de movimentos musicais no comportamento social do brasileiro, com entrevistas de grandes nomes como Fernanda Abreu, Márcio Gomes, Rodrigo Faour e Cristiano Araújo. Atualmente, tem se dedicado a biografia da cantora Vânia Bastos, atendendo a um convite especial dos empresários Fran Carlo e Petterson Mello e da própria biografada. Já para o teatro, finalizou recentemente dois textos, “Pequeno Manual Prático para a Vida Feliz” e “Noite Adentro”, todos projetos para um futuro próximo.
Informações:
 
Título: “Papo com o Diabo”
Autor: Bruno Cavalcanti
Editora: Giostri
Valor: R$36,00
Número de páginas: 60 
ISBN: 978-85-516-0246-1 
Formato: 21cm x 14cm 
Peso: 0,101 
Categoria: Teatro
Vendas disponíveis no site da Editora Giostri pelo link: https://lojavirtual.giostrieditora.com.br/index.php?route=product/product&product_id=10879.
Livrarias – via site: Matins Fontes, Livraria Cultura e Livraria Saraiva.

GPress Comunicação

Assessoria de Imprensa Cultural e Mídias Sociais
Leia Tambem  Fátima Bernardes comete confusão e é questionada na internet após Encontro