A coluna de Cleo Guimarães do O Globo hoje presenteou o Brasil com esta informação:

“Em tempos de patrulha do politicamente correto, o que poderia soar preconceituoso, vindo de Anitta foi aplaudido de pé.  Musa da turma GLS, Anitta, num figurino fio dental vermelho com ombreiras, dirigiu-se a um grupo de rapazes que dançava na primeira fila de seu show, ontem, no Baile da Vogue, e mandou: ‘Eu sou a cura gay, tá sabendo, né?’. Foi aplaudidíssima _ e ainda repetiu a frase mais uma vez no fim da noite, antes de anunciar: ‘Esses veados vão todos para o meu bloco! Babado!’. O pessoal adorou. ”

Primeiro alguém avisa a Cleo Guimarães que o termo GLS (Gays, lésbicas e simpatizantes) esta há mais de anos defasado, e o que se usa hoje não só pela “patrulha do politicamente correto”, mas pelas pessoas que respeitam a comunidade é o LGBT, que contempla (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Travestis).

Segundo: O termo “veado” é pejorativo e surgiu de uma associação do perfil do animal – magro, esguio e lépido – com o dos homens afeminados.

Terceiro: não somos doentes, não precisamos de cura e não existe aplausos que a cúpula da Vogue possa dar que irá fazer com que a declaração da Anitta seja menos pretensiosa e de mau gosto. Queremos sim respeito e menos close errado!

Perdeu a oportunidade de ficar quieta com certeza!

 

Divulgação