29/04/2018

A maior riqueza de Cuba está no carisma das pessoas.

A maior riqueza de Cuba está no carisma das pessoas.

“A maior riqueza de Cuba está no carisma das pessoas.”

A capital Havana impressiona pela sensação de realmente estar de volta aos anos 1950, com carros antigos e coloridos pelas ruas, cercadas de prédios da mesma forma que foram deixados na época da revolução, em 1959; prepare a câmara fotográfica!

A variedade de opções no país onde faz calor o ano todo, pode deixar o viajante indeciso. Entre as paradas obrigatórias está o Museu da Revolução, Praça do Capitólio, Castelo do Morro e Fortaleza de San Carlos de La Cabana.

Você pode andar à noite na avenida Malecon beira-mar até à Avenida 23 e experimentar o tradicional Mojito, uma bebida feita de rum, água com gás, hortelã e suco de limão, num embalo da música que parece fazer parte da alma cubana.

A segurança de Cuba, faz você se sentir protegido em qualquer parte e hora do dia ou da madrugada. A moeda do país se chama Peso Cubano Conversível (CUC), cerca de um dólar. Para se hospedar, o mais comum é ficar em casas de renta ou casa das famílias cubanas num valor médio diário de 30 CUC.

Para os amantes da história, há ainda a experiência única de presenciar como é a vida no país socialista de um povo sem luxo, mas que respira cultura o tempo todo – boa música ao vivo e telas de artistas cubanos podem ser encontradas em qualquer esquina, monumentos, painéis e outdoors de Che Guevara e Fidel Castro, ícones da revolução.

Um dos lugares mais baratos e impressionante que já fui é a Fábrica de Arte (FAC), sem dúvida a grande surpresa de Havana, foi demais! O lugar custa 2 CUC e tem vários ambientes, que mesclam galerias de arte com apresentações teatrais e musicais. De repente você tá num corredor vendo os quadros e de repente já entra numa discoteca com DJ, e por aí vai. É meio louco o negócio e com um ar de modernidade que nem parece que você tá em Havana. Gente elegante, bem eclética, turistas e cubanos juntos. Super recomendo!

Os 2 últimos dias, reservei para o balneário de Varadero, que está a 100 km de Havana, aproximadamente a uma hora e meia de viagem. São mais de 22 quilômetros de faixa de areia branca e fina, repleta de palmeiras, com águas translúcidas e azul turquesa, perfeitas para mergulho e esportes aquáticos. Possui umas das mais belas praias do mundo – Playa de Varadero. É nesta área da ilha que está instalada a maioria dos resorts all inclusive, perfeitos para famílias e casais.

Voltei para o Brasil encantado com aquele povo. O mais carismático dos países estrangeiros que já fui.

A riqueza de Cuba está no carisma das pessoas. Digo isso, devido um fato que omiti, no início desse relato: Quando cheguei na capital, Havana, tive um contra tempo porque só tinha levado um cartão de crédito e este, não estava funcionando. Foi quando, já tarde da noite, um taxista me abordou e ofereceu ajuda. Confesso que fiquei com certo receio. Imagine você com fome, sem ter para onde ir e para quem recorrer? Fomos em vários caixas 24 horas, porém continuava sem conseguir sacar dinheiro. Cansado, ele me levou para repousar na “Casa Familiar da sra Bety, uma espécie de pensão. Uma senhora muito simpática, típica cubana. Lá ele contou a minha situação para ela, dizendo que no outro dia, voltaria para tentarmos agência bancária ou em último caso a embaixada brasileira. Eu nem acreditei naquele episódio, pois se não desse certo, nem teria como pagá-los. Surpreendido com todos esses gestos, eu me rendi em lágrimas quando ela me serviu um jantar, depois me encaminhou para um dormitório, limpo e perfumado com banheiro privativo. Antes de dormir agradeci muito a Deus por essas “coincidências”. No outro dia um café da manhã especial e o taxista chegara para irmos num banco internacional. Lá a funcionária informou que por questões políticas, cartão de crédito de parceria com Estados Unidos, não funciona em lugar algum do país. Até onde sabia, meu cartão não era americano. Não desistindo, o taxista de muito fé, levou-me num órgão público que fiscaliza a entrada de cartões de créditos no país, e finalmente meu cartão foi habilitado para uso. Saquei dinheiro, paguei o taxista e a pensão da sra Bety. Por isso digo que a maior riqueza de Cuba, está no carisma das pessoas.

Instagram: @douglastrip

Douglas Araújo Veste @lezamme